Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Deus jamais se ausenta. Ele é onipresente.

Testemunho da irmã Sheyla Clark que, durante 20 anos esteve presa, enredada e enganada na doutrina espírita.

Ele (Deus) não te entregou a alguém para que cuidasse de você como algumas mães fazem quando precisam se ausentar para trabalhar, não! Ele jamais delegou poderes a quem quer que seja, nem guias, nem mentores ou qualquer outro tipo de "babá espiritual" para substituí-LO nos planos que Ele tem para você. "Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti" (Isaías 49.15); "porque vosso Pai sabe o que vos é necessário antes de vós lho pedirdes". (Mateus 6.8b).

Deus jamais se ausenta. Ele é onipresente. Ele está sempre presente, tudo vê, tudo sabe. Não está distan...te nas dimensões espaciais intergalácticas, nem em esferas espirituais elevadíssimas, pulsando como um "quasar" por causa da sua energia condensada. Deus está em todos os lugares ao mesmo tempo. Isto não quer dizer que uma árvore é Deus, que um cachorro é Deus, que um verme é Deus, que um homem é Deus, embora o adversário venha trazendo à mente humana tal conotação. Ele é o Senhor. É quem nos orienta, quem provê, quem nos aconselha e quem nos fala. Sim, Ele nos fala através da Sua palavra, diretamente ao nosso coração, ou através de circunstâncias. Ele move pessoas para nos dar respostas às nossas orações e problemas.

Embora seja difícil pensarmos assim, lembre-se de que Deus é Deus. Ele não é um pequeno ser humano limitado e frágil, restrito ao ponto de poder ser compreendido por nossas humanas inteligências que foram criadas por Ele. Para Deus não há limites, não há coisas impossíveis. Deus supera tudo o que nós possamos sequer imaginar d'Ele. Ele cria a partir do nada. Ele é o Criador das galáxias, dos buracos negros, de todas as energias que existem no cosmos, de todos os seres viventes. Não há um só ser que conheça a mente do Criador que possa argumentar com Ele, que possa dar conselhos a Ele. "Quem jamais conheceu a mente do Criador? Ou quem se fez seu conselheiro? (Romanos 11.34). Ele é perfeito. A sabedoria de Deus é loucura para os homens. E esse Deus, Ele mesmo, destrói a sabedoria dos sábios e aniquila o entendimento dos entendidos:   "Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos inteligentes." (1 Coríntios 1.18-19)

 

Livro: Na Contramão de Deus, pág. 21-22

Autora: Sheyla Clark

 



Quando lemos a Bíblia, Deus fala connosco

Caso você esteja neste momento sentindo certa rejeição (isso aconteceu comigo quando me foi mencionada a Bíblia), ou se estiver passando por sua mente um pensamento furtivo de fechar este livro e abandonar esta leitura, eu peço que você repita, do fundo da sua alma, esta súplica:

"Deus altíssimo eu creio em Ti e no Teu poder. Ajuda-me nesta leitura, abra os meus olhos e o meu entendimento, salva-me, Senhor. Capacita-me, Senhor. Repreenda, Senhor, todo o espírito que venha a roubar a Tua Palavra que está sendo lançada no meu coração. É o que eu te suplico, em nome de Jesus!"

Se você tiver uma Bíblia, pegue-a e vá acompanhando cada passagem que iremos percorrer a partir de agora. Se você nunca fez isso, faça-o agora. Você pode já ter lido inúmeros outros livros, mas dê a você essa oportunida...de nesse momento. Pelo resto da eternidade você vai se lembrar disso. Quando nós oramos, falamos com Deus. Quando lemos a Bíblia, Deus fala conosco. Deus, em Sua grandeza e majestade, em Sua soberania, em Seu amor, cuida de cada um de nós. Ele mesmo, pessoalmente, vê cada pensamento seu, cada lágrima que rola em seu rosto e se importa com ela. Deus tudo sabe, tudo vê, tudo conhece. Até as intenções dos corações. Ninguém pode esconder-se da Sua face: SENHOR, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos. Ainda a palavra me não chegou à língua, e tu, SENHOR, já a conheces toda. [...] Pois tu formaste o meu interior; tu me teceste no seio de minha mãe. [...] Os teus olhos me viram a substância ainda informe e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda. (Salmo 139:1-4, 13, 16).

 



A audácia de Satanás

A SOBERANIA DE DEUS. A audácia de Satanás

Falar sobre Deus é uma tarefa que me dá tremor e temor. Quero falar sobre mitos, crenças e experiências que vivi justamente porque não fui só uma estudiosa do espiritismo e do esoterismo, mas fui uma adepta praticante. E eu fui "fundo"! Foram mais de vinte anos e por isso falo convivência e conhecimento de causa: “E apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras e vim a saber que também isso era aflição de espírito”. (Eclesiastes 1.17) Deus é supremo. Deus é soberano. Tudo o que existe foi criado por Ele e para Ele. Ele é o Senhor absoluto e nada, absolutamente nada, acontece por acaso, sem que o Senhor o permita. É Ele quem está pessoalmente no domínio e no controle absoluto de tudo, de todas as coisas que acontecem nas nossas vidas e no Universo. Não há outra autoridade, não há outro poder. Tudo e todos os seres são suas criaturas (disse criaturas e não filhos). Mais adiante voltarei a este ponto. Apenas um é o Criador eterno e imutável. Devido à Sua perfeição jamais mentiu em Sua Palavra, que é a Bíblia Sagrada. Deus não pode mentir. Se você está disposto a se expor às Escrituras Sagradas, eu lhe digo que elas são a única fonte da verdade. Em todo o mundo, em todos os tempos, a Bíblia é o único livro que é a Palavra de Deus para a humanidade.

 

 

O acaso não existe. Até os demônios sabem disso.

Não importa quão séria, dolorosa, absurda, pavorosa, humanamente impossível de solução seja a tua situação ou o teu problema, a resposta para a sua vida está lá, na Palavra de Deus, escrita do coração dele diretamente para o teu coração.

Você é muito importante para Deus. O acaso não existe. Até os demônios sabem disso.

 

 

O espiritismo detesta ser chamado de religião

O espiritismo detesta ser chamado de religião pois se autodenomina ciência. Vi também procedimentos para "curas espirituais", em "cirurgias" de algumas enfermidades. A maioria das pessoas, "apesar" das "tentativas dos guias", só tiveram suas vidas derrotadas e seus lares destruídos. Soube de algumas "curas" e presenciei outras. Também neste centro "trabalhei" com médium e me submeti a "imantações", que correspondem às "feituras de cabeça" do candomblé. Todos  estes fatos são importantes de mencionar porque quero que você sinta a minha sinceridade e transparência em tudo o que você está lendo. Embora tenha lido e estudado tantas filosofias, eu nunca havia estudado efetivamente a Palavra de Deus. O espiritismo detesta ser chamado de religião pois se autodenomina ciência. Isto lhe dá um cunho... de maior seriedade e status. Seus cinco livros são forjados a partir das Sagradas Escrituras. É chamado de Pentateuco Kardequiano e são um plágio grosseiro do verdadeiro Pentateuco Bíblico. Simplesmente eu não sabia quem era Deus, muito menos que Ele, ao nos ter criado, havia dado absolutamente todas as diretrizes para a nossa vida e para a nossa felicidade. Somente a Bíblia tem todas as respostas e toda a orientação a respeito de todos os assuntos para as nossas vidas. Todas as respostas estão lá. A fórmula completa e perfeita para a nossa felicidade, desde a infância, adolescência, juventude, vida adulta e velhice. Todas as diretrizes para solteiros, casados, viúvos ou separados estão lá.

 



Participei como convidada especial de uma sessão espírita de "materialização"

Estudei toda a obra de Chico Xavier, iniciando por Nosso Lar e passando por mais de duzentos livros do referido autor, os quais seriam inviáveis de enunciar aqui. Li muitos outros autores como Luís Sérgio, Irmão X (entidade), Bezerra de Menezes, Leon Dennis, Divaldo P. Franco. Baseavam-se nos seus mentores espirituais Emanuel, André Luiz, Joanna de Angelis. Estudei inumeráveis outros autores através de suas psicografias – por exemplo, Ramatis – sempre procurando o meu aperfeiçoamento e evolução espiritual.

Certa ocasião participei como convidada especial de uma sessão espírita de "materialização", sessão fechadíssima, numa residência em Botafogo, um bairro da zona sul do Rio de Janeiro. Lá, pude ver através da técnica diabólica que produz o chamado "ectoplasma", espíritos se materializando, levitando, falando comigo e me tocando, para depois desaparecerem diante de meus olhos estupefatos. Antes dessas sessões não se podia comer carne para que os "fluidos deletérios e grosseiros" não prejudicassem os guias de "alta estirpe" que presidiam as tais sessões evoluídas. Depois destes anos de experiências mediúnicas no Lar de Teresa, enveredei por emoções mais fortes na umbanda, no centro espírita de linha branca Casa de Caridade Maria de Nazaré, na Ilha do Governador, um bairro da zona norte do Rio de Janeiro. Lá, pude ver fenômenos de "obsessão" cruéis.




Estudei toda a obra de Chico Xavier, iniciando por Nosso Lar e passando por mais de duzentos livros do referido autor, os quais seriam inviáveis de enunciar aqui. Li muitos outros autores como Luís Sérgio, Irmão X (entidade), Bezerra de Menezes, Leon Dennis, Divaldo P. Franco. Baseavam-se nos seus mentores espirituais Emanuel, André Luiz, Joanna de Angelis. Estudei inumeráveis outros autores através de suas psicografias – por exemplo, Ramatis – sempre procurando o meu aperfeiçoamento e evolução espiritual.Certa ocasião participei como convidada especial de uma sessão espírita de "materialização", sessão fechadíssima, numa residência em Botafogo, um bairro da zona sul do Rio de Janeiro. Lá, pude ver através da técnica diabólica que produz o chamado "ectoplasma", espíritos se materializando, levitando, falando comigo e me tocando, para depois desaparecerem diante de meus olhos estupefatos. Antesdessas sessões não se podia comer carne para que os "fluidos deletérios e grosseiros" não prejudicassem os guias de "alta estirpe" que presidiam as tais sessões evoluídas.Depois destes anos de experiências mediúnicas no Lar de Teresa, enveredei por emoções mais fortes na umbanda, no centro espírita de linha branca Casa de Caridade Maria de Nazaré, na Ilha do Governador, um bairro da zona norte do Rio de Janeiro. Lá, pude ver fenômenos de "obsessão" cruéis.


De onde eu vim? O que estou fazendo aqui? Para que estou aqui? ...

De onde eu vim? O que estou fazendo aqui? Para que estou aqui? Para onde eu vou?  Por que tantas tragédias, violência e tantas desigualdades neste mundo? O que Deus está fazendo permitindo que todas essas coisas aconteçam?  Por que uns nascem em berços de ouro enquanto outros em circunstâncias miseráveis, doentes, deformados, morrem bebês ou nem mesmo chegam a nascer, são abortados?
Falaremos e abordaremos todas estas questões ao longo deste livro. Este é o nosso objetivo.
Com o advento deste novo milênio, os homens têm passado a contar com toda a ajuda da parte de outros seresespirituais mais "evoluídos", que podem ser tanto da esfera espiritual do planeta Terra, quanto de outros planetas, ou até mesmo de outra dimensão. Essa ajuda é sempre muito bem recebida e ansiosamente procurada. Até bem pouco tempo, principalmente nas classes mais baixas entre os brasileiros, o espiritismo era o único canal de revelações e contatos com o oculto.
O esoterismo ganhou terreno e, atualmente, as camadas da elite tanto da sociedade, da intelectualidade, do meio artístico, como dos mais cultos e consagrados profissionais de comunicação já estão aderindo a esse movimento. Sendo nosso corpo um organismo complexo e nosso cérebro tão misterioso ainda, todos os seres viventes e toda a natureza evocam um ser superior, grandioso e poderoso, a quem muitos chamam de "energia maior", "fonte de luz", "grande arquiteto do universo". Deuses diversos com nomes diversos.
Muitos desses deuses têm temperamentos e reações humanas, outros são distantes, inatingíveis e inacessíveis a nós. Devido a essa distância, muitos ensinamentos apresentam seres intermediários atuando como auxiliares de Deus. Apresentam-se com manifestações que muitas vezes causam impacto e se relacionam com os homens numa escala crescente de demonstração de "poderes" conforme o esforço e mérito pessoal de cada homem no sentido de receber favores e ajudas da parte deles. O kardecismo, o candomblé e a umbanda contam com milhares de adeptos no Brasil. "Trabalham" com espíritos, duendes e seres elementais que interferem nas vidas e destinos das pessoas, ao mesmo tempo em que passam ensinamentos sobre os poderes transcendentais de cristais, luzes, cores e ervas.
Vou abordar aqui basicamente a visão espírita. Embora haja diferenças práticas e doutrinárias entre o espiritismo kardecista e o espiritualismo (umbanda, candomblé, esoterismo), suas filosofias e doutrinas baseiam-se nos mesmos princípios reencarnatórios, mediúnicos, cármicos e na lei causa e efeito, a chamada lei de ação e reação.
O meu objetivo é compartilhar com você exatamente uma experiência pessoal de interesses transcendentais, dúvidas e longos anos de buscas de Deus, do deus interior e de tudo aquilo a que me referi acima. Atualmente, passada aquela fase da vivência pessoal, eu percebo que vivi, digamos, uma pesquisa, na qual eu mesma fui a cobaia. Sofri danos irreversíveis, tenho marcas indeléveis em minha alma, mas desejo que elas possam servir para esclarecer e ajudar alguém que está, como eu estive, trilhando honestamente aqueles caminhos em busca de verdades. Embora desejasse desesperadamente encontrar luz, paz e harmonia, eu jamais sequer imaginaria quão trágica e mortalmente me encontrava na contramão de Deus! Deus tinha um plano para minha vida, mesmo antes de eu nascer.
Deus tem um plano para sua vida também. Creia nisso.
 
 

 

JESUS Deus e Homem? _ CONCLUSÃO

Vimos a evidência bíblica de que Jesus Cristo é Deus o Filho. Que Ele possui tanto a natureza divina como a natureza humana e que cada uma das duas naturezas é perfeita e completa, permanecendo distinta, mas que Cristo é, mesmo assim, uma só Pessoa; e que as coisas verdadeiras a uma natureza também são verdadeiras à Pessoa de Cristo.

A importância destas verdades deveria existir sem palavras, pois elas calam exatamente em nosso coração a respeito do que Cristo é. Conhecer estas verdades afetará grandemente a maneira como vemos Cristo e tornam mais vívidas as narrativas de Sua vida terrena. E a compreensão destes fatos aprofunda a nossa devoção a Cristo.

Ter uma compreensão melhor da Encarnação de Deus o Filho deveria fortalecer grandemente a nossa adoração. É motivo de grande admiração e alegria saber que a eterna Pessoa de Deus Se tornou Homem, para sempre. Nosso reconhecimento da Pessoa de Cristo será elevado e nossa fé n'Ele será fortalecida, por termos uma compreensão mais profunda de Quem realmente Ele é.

A união da divindade e humanidade de Cristo numa só Pessoa faz com que todos nós tenhamos a necessidade do mesmo Salvador. Como isto é glorioso! Porque Jesus é Deus, Ele é Onipotente e jamais poderá ser derrotado. Ele é Deus, sendo, portanto, o único Salvador adequado.              

Porque Ele é Deus, os crentes estão seguros de que jamais perecerão. Estamos seguros porque Ele é Deus e todas as pessoas Lhe prestarão contas, quando Ele regressar para julgar o mundo.         

Porque Jesus é Homem, Ele experimentou as mesmas coisas que experimentamos.

Porque Ele é Homem, pode vir em nosso socorro, como o nosso Fiel Sumo Sacerdote, quando chegamos ao limite de nossas fraquezas humanas.                                                                       

Porque Ele é Homem, podemos relacionar-nos com Ele, pois Ele não está longe de nós, nem fica alheio às nossas necessidades.                                                                                                       

Porque Ele é Homem, não podemos queixar-nos de que Deus não conheça os problemas pelos quais estamos passando. Ele os experimentou em primeira mão.

Finalmente, devemos estar preparados para defender a verdade sobre a divindade de Jesus Cristo e a Sua humanidade, e tornar compreensível aos outros a união das naturezas divina e humana numa só Pessoa.

Deste modo, consideremos a necessidade de memorizar os muitos versos que ensinam que Jesus é tanto Deus como Homem, a fim de podermos explicar aos outros a relação entre as duas naturezas de Cristo.

Que possamos aguardar, até que Ele venha, o dia em que O veremos face a face, regozijando-nos na bendita esperança desse dia e que isto possa nos inspirar a ter uma diligência maior em servi-Lo e adorá-Lo.

 

Fonte: http://www.hermeneuticaparticular.com/2013/05/como-jesus-pode-ser-deus-e-homem-john.html

John Piper

 

 

 

JESUS Deus e Homem? _ Evidência de Que Cristo é Uma Só Pessoa

Veremos três passagens do ensino bíblico, dizendo que, embora Cristo tenha duas naturezas distintas e imutáveis, contudo Ele permanece UMA Pessoa.                                                                                                                                                                                                               1 _ Ambas as naturezas são representadas na Escritura como constituindo "uma só coisa" isto é, como unidas n'uma só Pessoa. Em João 1:14, lemos: "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade".

Vemos aqui as duas naturezas: o Verbo (Sua divindade) e a carne (Sua humanidade). Contudo, vemos também que existe uma só Pessoa, pois lemos que "O Verbo se fez carne", exigindo que reconheçamos a unidade das duas naturezas, de modo a serem uma só coisa - isto é, uma só Pessoa. Pois, em que sentido João poderia ter  escrito "o verbo se fez carne", se este não constituísse uma só Pessoa? Certamente, isto não poderia significar outra coisa, pois iria contrariar o ensino da Escritura sobre a distinção das duas naturezas. Escrituras adicionais referentes a esta linha de evidência podem ser lidas em Romanos 8:3; Gálatas 4:4; 1Timóteo 3:16; Hebreus 2:11-14 e 1 João 4:2,3.

2 _ Jesus nunca fala de Si mesmo como "nós", mas sempre como "EU".

3 _ Muitas passagens referem-se a ambas as naturezas de Cristo, claramente tratando de uma só Pessoa. É impossível ler as seguintes passagens, as quais afirmam claramente as duas naturezas de Cristo e, mesmo assim, concluir que Ele seja duas pessoas: Romanos 8:3; Gálatas 4:4 e Filipenses 2:6-7.

Considerando que Cristo é duas naturezas numa só Pessoa e, tendo em vista ainda o que está nisso envolvido, examinemos agora as duas implicações disto, o que nos ajudará a completar o quadro de nossa compreensão.

IMPLICAÇÃO _ As coisas que são verdadeiras numa natureza, mas não na outra, mesmo assim são verdadeiras na Pessoa de Cristo. Conforme foi visto antes, o fato de Cristo ser duas naturezas, isto significa que existem coisas que são verdadeiras em Sua natureza humana, que não são verdadeiras à

Sua natureza divina. Por exemplo: Sua natureza humana foi pendurada na cruz e Sua natureza divina jamais teve fome. Então, quando Cristo sentiu fome na Terra, foi Sua natureza humana quem sentiu fome e não Sua natureza divina.

Agora estamos em posição de entender que, em vista das duas naturezas em uma só Pessoa, as coisas que são verdadeiras numa natureza não o são na outra, mas tudo que é feito por uma das duas naturezas em Cristo é, verdadeiramente, feito pela Sua Pessoa.

Temos muitos exemplos na Escritura que o demonstram. Por exemplo: em João 8:58, lemos Jesus dizendo: "Antes que Abraão existisse, eu sou". Ora, a natureza humana de Cristo não existia antes de Abraão, mas Sua natureza divina, que existe eternamente, já existia antes de Abraão. Mas, visto como Cristo é uma só Pessoa, Ele pôde afirmar: "... Antes que Abraão existisse, eu sou". Outro exemplo simples é a morte de Cristo. Deus não pode morrer. Jamais devemos mencionar a morte de Cristo como tendo sido "a morte de Deus". Mas, como os humanos morrem, a natureza humana de Cristo foi a que morreu. Desse modo, mesmo que a natureza divina de Cristo não tenha morrido, podemos dizer que "Cristo experimentou a morte por todos os homens", em vista da perfeita união das duas naturezas numa só Pessoa. Por isso Grunden diz: "Em virtude da união com a natureza humana de Jesus, Sua natureza divina, de certo modo, provou algo semelhante a passar pela morte. Assim, a Pessoa de Cristo experimentou a morte".

Você já deve ter estranhado o fato de Jesus dizer que não sabia a hora do Seu regresso à Terra (Mateus 24:36), mesmo sendo Omnisciente (João 21:17). Se Jesus é Deus, porque é que Ele não sabia a hora do Seu retorno? Isto pode ser resolvido pela compreensão de que Cristo é uma Pessoa em duas naturezas. Em Sua natureza humana, Jesus não possuía todo o conhecimento. Assim, em Sua natureza humana, Ele não sabia o dia nem a hora do Seu retorno. Mas, em Sua natureza divina, Ele possui todo o conhecimento e, portanto, Ele sabia.

Vamos agora à parte mais fascinante. Visto como as duas naturezas de Cristo estão unidas numa só Pessoa, o fato d'Ele não saber quando iria regressar à Terra não significa que a Pessoa de Cristo não o soubesse. Por isso a Pessoa de Jesus pôde dizer em Mateus 24:36: "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai". Ao mesmo tempo, em virtude de Sua natureza divina, Ele pôde dizer que a Pessoa (natureza humana) de Jesus não sabia quando Ele iria regressar. O conhecimento e a ignorância do Seu regresso são, igualmente, verdadeiros na Pessoa de Cristo, mas sob aspectos diferentes. Em Sua natureza humana, Ele o ignorava, mas em Sua natureza divina, Ele o sabia.

 

Próxima nota: CONCLUSÃO

Autor: John Piper

Fonte: http://www.hermeneuticaparticular.com/2013/05/como-jesus-pode-ser-deus-e-homem-john.html

 

 

 

 

 

JESUS Deus e Homem? _ Cristo é Somente Uma Pessoa

O que vimos até agora sobre a divindade e humanidade de Cristo demonstra que Ele tem duas naturezas, a divina e a humana; que cada natureza é total e completa; que elas permanecem distintas e não se misturam, para formar uma terceira natureza e que Cristo é tanto Deus como homem para sempre.

Mas, se Cristo tem duas naturezas, isto significa que Ele é duas pessoas?                                                                                                                                            

Não, Ele não é. Cristo continua sendo uma só Pessoa. Existe apenas um Cristo. A igreja tem declarado, históricamente, esta verdade, da maneira seguinte: Cristo tem duas naturezas unidas numa só Pessoa para sempre.                                                                                                                                                                           Existe outra visão herética, sobre a qual devemos ficar cientes. Esta visão, conquanto reconhecendo que Jesus é totalmente Deus e totalmente Homem, nega que Ele seja uma só Pessoa. Conforme esta visão, existem duas pessoas separadas em Cristo, bem como duas naturezas. Pelo contrário, a Bíblia é muito clara em informar que, conquanto Jesus tenha duas naturezas, Ele é apenas uma Pessoa. Em outras palavras, isto significa que não existem dois Jesus Cristos. Mesmo tendo uma dualidade de naturezas, Ele não é dois Jesus Cristos, mas apenas um Jesus Cristo.                     

Conquanto permanecendo distintas, as duas naturezas são unidas, de tal maneira que Ele é uma só Pessoa.

Explicando de forma simples: existe um certo sentido no qual Jesus Cristo é dois, e um sentido no qual Ele é um. Ele é dois, no sentido de possuir duas naturezas, uma divina e uma humana. Ele é um, em que, mesmo permanecendo distintas, as duas naturezas coexistem de tal modo a constituírem "uma só coisa". Por outras palavras, as duas naturezas são ambas o mesmo Jesus e, portanto, uma só Pessoa.                                                                                                                                         Segundo afirma o Credo de Calcedónia, Cristo deve "ser reconhecido em duas naturezas... concorrendo em uma só Pessoa e uma substância única, embora partida ou dividida em duas pessoas, mas um mesmo Filho unigênito de Deus, o Verbo, o Senhor Jesus Cristo..."

 

Próxima nota: EVIDÊNCIA DE QUE CRISTO É UMA SÓ PESSOA

Fonte: http://www.hermeneuticaparticular.com/2013/05/como-jesus-pode-ser-deus-e-homem-john.html

John Piper

 

 

 

Pág. 1/2