Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

No kardecismo o mal não está no ato e sim na intenção?

A forma como Kardec contradiz o que diz que lhe dizem é, no mínimo, diabólica.

 

Questão 670 do livro dos espíritos. _Dar-se-á que alguma vez possam ter sido agradáveis a Deus os sacrifícios humanos praticados com piedosa intenção?

 

"Não, nunca. Deus, porém, julga pela intenção. Sendo ignorantes os homens, natural era que supusessem praticar ato louvável imolando seus semelhantes. Nesses casos, Deus atentava unicamente na idéia que presidia ao ato e não neste. À proporção que se foram melhorando, os homens tiveram que reconhecer o erro em que laboravam e que reprovar tais sacrifícios, com que não podiam conformar-se as idéias de Espíritos esclarecidos. Digo – esclarecidos, porque os Espíritos tinham então a envolvê-los o véu material; mas, por meio do livre-arbítrio, possível lhes era vislumbrar suas origens e fim, e muitos, por intuição, já compreendiam o mal que praticavam, se bem que nem por isso deixassem de praticá-lo, para satisfazer às suas paixões."

 

Resumindo:

Se matas com boas intenções, fazes bem porque o que conta é a intenção.

Se roubas com boa intenção, fazes bem porque o que conta é a intenção. E... voltando à vaca fria... quem sofre é porque merece, logo, qual o problema de fazer o mal a quem merece?

 

O Estuprador Espírita

"Ora, ao efeito precedendo sempre a causa, se esta não se encontra na vida atual, há de ser anterior a essa vida, isto é, há de estar numa existência precedente. Por outro lado, não podendo Deus punir alguém pelo bem que fez, nem pelo mal que não fez, se somos punidos, é que fizemos o mal; se esse mal não o fizemos na presente vida, tê-lo-emos feito noutra. E uma alternativa a que ninguém pode fugir e em que a lógica decide de que parte se acha a justiça de Deus." (O evangelho segundo o espiritismo pág. 101).  

Segundo a maléfica doutrina espírita, nada nos acontece que não nos seja devido. Faça o que quiser com uma pessoa e sempre, *SEMPRE*, ela sofrerá exatamente o que lhe é devido! 

 

Leia com atenção esta história:

Um homem-pedófilo, espírita, anda pela calçada e vê uma criança. De imediato ele sente um enorme desejo de a possuír. Mas, como adepto do espiritismo, ele não sabe se a criança MERECE ser estuprada ou não. Então, ele começa a pensar: 

 "-Quem sabe se aquela criança não é uma alma MÁ que PRECISA SER CASTIGADA pelo mal que cometeu nas suas vidas passadas?"

 "-Quem sabe ela não estuprou, ou  matou milhares nas suas vidas passadas?" 

 "-Como posso saber se ela MERECE ser castigada pelo que fez ou não?"

 

Ele reflete mais um pouco. Enquanto isso o seu desejo aumenta, ele reflete um pouco mais, buscando mais dados no seu conhecimento sobre o espiritismo: 

 

“-Meu espírito viveu por um longo tempo e por muitas vidas... eles sabem o que aconteceu no passado, a verdade! Se eles estão a empurrar-me através de meu desejo sexual para estuprar aquela criança, por certo é porque COM CERTEZA ela é CULPADA, e FEZ ALGO MUITO MAU nas suas vidas passadas!" 

 E, finalmente conclui: 

 "-Mas eu nem deveria preocupar-me com isso, Se Deus, nem ninguém me impedirem de praticar o ato, isso é simplesmente porque esta criança MERECE MESMO sofrer!"  Afinal: "-No espiritismo, nenhum sofrimento é em vão, todo o sofrimento tem uma razão de existir!"

 "-Ela deve sofrer uma EXPIAÇÃO!” 

 Decidido a castigar a criança MALÉVOLA e, claro, a saciar o seu desejo sexual, ele agarra a criança, leva-a para um local ermo onde a estupra covardemente! 

 Por fim, pensa: 

 "-ESTÁ FEITO! TEVE A EXPIAÇÂO QUE MERECEU A DESGRAÇADA!"

 "-Agradeço ao meu espírito por me dizer o que fazer!"

 "-Obrigado meu Senhor por me ter  permitido fazer a justiça!"

 

Certo de que praticou um ato justo, vai embora. 

Nisso, estava passando outro homem, também ele espírita, vê a criança agonizando porque acabou de ser estuprada. Como bom adepto e praticante do espiritismo logo conclui: "-QUE CRIANCA MALDITA! FEZ TANTO MAL NOUTRAS VIDAS QUE TEVE A EXPIAÇÂO QUE MERECEU! MAS ACHO QUE AINDA NÃO FOI O SUFICIENTE!” 

 Ele vai lá, onde ela agonizava, pega a sua caneta do bolso e enfia-a no pescoço da criança, fazendo-a morrer sufocada pelo seu próprio sangue… 

 "-Agora sim maldita! Teve finalmente o que merecia!"

 "-Só uma alma MUITO MÁ NO PASSADO poderia ter sofrido um castigo como este! Isto só prova que você era realmente uma alma MUITO MÁ!" 

 Cospe no rosto da criança morta e vai embora achando que cumpriu seu dever de educar e fazer evoluir a pobre alma…

 

João Carlos Holland de Barcellos, Abril/2007 

 

CHOCADOS?

PORQUÊ? Afinal, tanto o estrupador como o assassino, nada mais fizeram que executar o castigo que a criança merecia, segundo a lógica da doutrina espírita, ou não?

Se não, se vão argumentar que um espírita só pode fazer o bem... isso não é contrário à lei de causa-efeito? Afinal, se quem fez tanto mal noutras vidas, tem que pagar por esses males nesta a fim de evoluir... fazer o bem a essa criatura, não será impedi-la de evoluir?

 

AS CRIANÇAS SÃO MALTRATADAS, VIOLADAS E ASSASSINADAS PORQUE MERECEM?

O Evangelho Segundo o Espiritismo, “Causas anteriores das aflições” 

Que dizer, enfim, dessas crianças que morrem em tenra idade e da vida só conheceram sofrimentos? Problemas são esses que ainda nenhuma filosofia pôde resolver, anomalias que nenhuma religião pôde justificar e que seriam a negação da bondade, da justiça e da providência de Deus, se se verificasse a hipótese de ser criada a alma ao mesmo tempo que o corpo e de estar a sua sorte irrevogavelmente determinada após a permanência de alguns instantes na Terra. Que fizeram essas almas, que acabam de sair das mãos do Criador, para se verem, neste mundo, a braços com tantas misérias e para merecerem no futuro urna recompensa ou uma punição qualquer, visto que não hão podido praticar nem o bem, nem o mal? 

Todavia, por virtude do axioma segundo o qual todo efeito tem uma causa, tais misérias são efeitos que hão de ter uma causa e, desde que se admita um Deus justo, essa causa também há de ser justa. Ora, ao efeito precedendo sempre a causa, se esta não se encontra na vida atual, há de ser anterior a essa vida, isto é, há de estar numa existência precedente. Por outro lado, não podendo Deus punir alguém pelo bem que fez, nem pelo mal que não fez, se somos punidos, é que fizemos o mal; se esse mal não o fizemos na presente vida, tê-lo-emos feito noutra. E uma alternativa a que ninguém pode fugir e em que a lógica decide de que parte se acha a justiça de Deus. (pág. 101). 

 

Kardec,  explica assim que as crianças que sofrem terrivelmente nesta vida foram verdadeiros “monstros” numa vida passada, fazendo todo o tipo de maldades. Afinal, dentro do Kardecismo, ninguém sofre por algo imerecido.

E o "deus" do espiritismo não passa de um vingador cruel que pune as vítimas sem que estas tenham a mínima noção de que o merecem, nem hipóteses de se arrependerem... qual o consolo de uma aberração destas?

Acho que um espírita jamais devia alegrar-se quando tem filhos.... afinal nunca houve ninguém que não pecasse (excepto Jesus Cristo), logo... já imaginou se o seu bebé, que tanto deseja, vier a ser violado e morto só porque o merecia? Não pode sequer ficar revoltado com o violador/assassino porque ele também era espírita e sentiu que devia fazer isso com boas intenções! Terrível?

Esta é a consolação que o espiritismo oferece...

 

AINDA EM EN-DOR _ ESPÍRITO MENTIROSO?

Como todos os espíritos (demónios) que baixam nas sessões espíritas, invocados pelos médiuns, o espírito que se comunicou com Saúl era mentiroso e as suas profecias não se cumpriram, logo, não era o profeta de Deus, Samuel!

Vamos conferir?
Diz a Bíblia: "Como conheceremos a palavra que o Senhor não falou? Quando o tal profeta falar em nome do Senhor, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o Senhor não falou" (Deuteronómio 18:21-22). Disse "Samuel" a Saúl: "E o Senhor entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus, e AMANHÃ tu e TEUS FILHOS estareis comigo" (1 Samuel 28:19). Enquanto o demónio que se apresentou como Samuel e falou sobre factos passados, acertou. Mas quando falou sobre acontecimentos futuros, foi um desastre. Ele disse: "AMANHÃ estareis comigo".
Como é do nosso conhecimento, todos os dicionários dizem que: amanhã significa "o dia a seguir àquele em que estamos". Todavia, Saúl não morreu no dia seguinte. Vejamos: Passou-se um dia, segundo o relato em 1 Samuel 29:10-11, (levantou-se no dia seguinte de madrugada); mais três dias, conforme 1 Samuel 30:1 (chegaram ao terceiro dia a Ziclague); e mais um dia em 1 Samuel 30:17 (desde o crepúsculo até à tarde do dia seguinte). Segundo o relato bíblico, Saul morreu, no mínimo, cinco dias após a data da profecia do "Samuel".
Disse mais "Samuel" a Saúl: "Tu e teus filhos estareis comigo" (v.19). A Bíblia diz-nos que os filhos de Saúl eram, pelo menos, oito: Jônatas, Isvi, Malquisua, Merabe, Mical (1 Samuel 14:49; 1 Crónicas 8:33), Armoni, Mefibosete (2 Samuel 21:8), Abinadabe (1 Crónicas 8:33) Isbosete, cujo primeiro nome foi Esbaal (2 Samuel 2:8). Todavia, apenas três morreram na batalha: Jônatas, Abinadabe e Malquisua (1 Samuel 31:2,6; 1 Crónicas 10:2).
Is-Bosete, por exemplo, passados cinco anos após a morte do seu pai, reinou sobre Israel durante dois anos, "Da idade de quarenta anos era Is-Bosete, filho de Saúl, quando começou a reinar sobre Israel, e reinou dois anos; mas os da casa de Judá seguiam a Davi." - 2 Samuel 2:10 ; E trouxeram a cabeça de Is-Bosete a Davi, a Hebrom, e disseram ao rei: Eis aqui a cabeça de Is-Bosete, filho de Saul, teu inimigo, que procurava a tua morte; assim o SENHOR vingou hoje ao rei meu senhor, de Saúl e da sua descendência." - 2 Samuel 4:8.
Outra declaração mentirosa do espírito que falou com Saúl foi: "Estareis comigo". Por tudo o que sabemos, Saúl não foi para o mesmo lugar onde se encontrava Samuel, que estava no Paraíso, na paz do Senhor (Lucasc 16:22).
Outra mentira proferida pelo falso Samuel foi a de que Saúl cairia às mãos dos filisteus (1 Samuel 28:19). Afinal... Saúl suicidou-se "Então disse Saúl ao seu pajem de armas: Arranca a tua espada, e atravessa-me com ela, para que porventura não venham estes incircuncisos, e me atravessem e escarneçam de mim. Porém o seu pajem de armas não quis, porque temia muito; então Saul tomou a espada, e se lançou sobre ela. Vendo, pois, o seu pajem de armas que Saul já era morto, também ele se lançou sobre a sua espada, e morreu com ele. - 1 Samuel 31:4-5
Tudo isto confirma as palavras de Kardec que afirmou que não se pode confiar nos espíritos {#emotions_dlg.blink}

"A questão da identidade dos espíritos é uma das mais controvertidas, mesmo entre os adeptos do espiritismo; é que, com efeito, os espíritos não nos trazem nenhum documento de identificação e sabe-se com que facilidade alguns dentre eles assumem nomes de empréstimos" (O livro dos médiuns, p. 461, Allan Kardec _ Obras completas, 2ª edição, Opus Editora Ltda).; "Esses espíritos levianos pululam ao nosso redor, e aproveitam todas as ocasiões para se imiscuírem nas comunicações; a verdade é a menor de suas preocupações, eis porque eles sentem um prazer maligno em mistificar aqueles que têm fraqueza, e algumas vezes a presunção de acreditar neles, sem discussão" (O livro dos médiuns, p. 402, Allan Kardec – Obras completas, 2ª edição, Opus Editora Ltda).

ESPÍRITO MENTIROSO?Como todos os espíritos (demónios) que baixam nas sessões espíritas, invocados pelos médiuns, o espírito que se comunicou com Saúl era mentiroso e as suas profecias não se cumpriram, logo, não era o profeta de Deus, Samuel!Vamos conferir?Diz a Bíblia: "Como conheceremos a palavra que o Senhor não falou? Quando o tal profeta falar em nome do Senhor, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o Senhor não falou" (Deuteronómio 18:21-22). Disse "Samuel" a Saúl: "E o Senhor entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus, e AMANHÃ tu e TEUS FILHOS estareis comigo" (1 Samuel 28:19). Enquanto o demónio que se apresentou como Samuel e falou sobre factos passados, acertou. Mas quando falou sobre acontecimentos futuros, foi um desastre. Ele disse: "AMANHÃ estareis comigo". Como é do nosso conhecimento, todos os dicionários dizem que: amanhã significa "o dia a seguir àquele em que estamos". Todavia, Saúl não morreu no dia seguinte. Vejamos: Passou-se um dia, segundo relato em 1 Samuel 29:10-11, (levantou-se no dia seguinte de madrugada); mais três dias, conforme 1 Samuel 30:1 (chegaram ao terceiro dia a Ziclague); e mais um dia em 1 Samuel 30:17 (desde o crepúsculo até à tarde do dia seguinte). Segundo o relato bíblico, Saul morreu, no mínimo, cinco dias após a data da profecia do "Samuel".Disse mais "Samuel" a Saúl: "Tu e teus filhos estareis comigo" (v.19). A Bíblia diz-nos que os filhos de Saúl eram, pelo menos, oito: Jônatas, Isvi, Malquisua, Merabe, Mical (1 Samuel 14:49; 1 Crónicas 8:33), Armoni, Mefibosete (2 Samuel 21:8), Abinadabe (1 Crónicas 8:33) Isbosete, cujo primeiro nome foi Esbaal (2 Samuel 2:8). Todavia, apenas três morreram na batalha: Jônatas, Abinadabe e Malquisua (1 Samuel 31:2,6; 1 Crónicas 10:2). Is-Bosete, por exemplo, passados cinco anos após a morte do seu pai, reinou sobre Israel durante dois anos, "Da idade de quarenta anos era Is-Bosete, filho de Saúl, quando começou a reinar sobre Israel, e reinou dois anos; mas os da casa de Judá seguiam a Davi." - 2 Samuel 2:10 ; E trouxeram a cabeça de Is-Bosete a Davi, a Hebrom, e disseram ao rei: Eis aqui a cabeça de Is-Bosete, filho de Saul, teu inimigo, que procurava a tua morte; assim o SENHOR vingou hoje ao rei meu senhor, de Saúl e da sua descendência." - 2 Samuel 4:8. Outra declaração mentirosa do espírito que falou com Saúl foi: "Estareis comigo". Por tudo o que sabemos, Saúl não foi para o mesmo lugar onde se encontrava Samuel, que estava no Paraíso, na paz do Senhor (Lucasc 16:22). Outra mentira proferida pelo falso Samuel foi a de que Saúl cairia às mãos dos filisteus (1 Samuel 28:19). Afinal... Saúl suicidou-se "Então disse Saúl ao seu pajem de armas: Arranca a tua espada, e atravessa-me com ela, para que porventura não venham estes incircuncisos, e me atravessem e escarneçam de mim. Porém o seu pajem de armas não quis, porque temia muito; então Saul tomou a espada, e se lançou sobre ela. Vendo, pois, o seu pajem de armas que Saul já era morto, também ele se lançou sobre a sua espada, e morreu com ele. - 1 Samuel 31:4-5

A FEITICEIRA DE EN-DOR

Os doutrinadores espíritas usam o episódio bíblico que relata a consulta de Saúl à pitonisa (médium) de En-Dor para tentar sustentar a doutrina satânica do espiritismo na Bíblia. A verdade é que a desobediência de Saúl, ao buscar a médium, lhe custou a vida!
Sabia que:
Uma das causas da morte de Saúl foi o haver consultado a feiticeira de En-Dor? "Saúl morreu por causa da sua desobediência ao Senhor e por ter consultado uma médium; não buscou ao Senhor para que o guiasse. Por isso o Senhor o matou e deu o reino a David, o filho de Jessé." - (1 Crônicas 10:13-14 - O Livro - A Bíblia para Hoje)
Entenda:
Não há como imaginar como uma sessão espírita possa ser enriquecedora e abençoada com a presença de um mensageiro de Deus. Deus proibiu tal prática, condenando-a com a morte. Se tal prática fosse permitida, não precisaríamos mais buscar ao Senhor. Em situações difíceis, cairíamos aos pés de um médium, e diligentemente se apresentariam os santos do Senhor para resolver os nossos problemas. Então, a Bíblia iria para o lixo e passaríamos a observar outro Evangelho.
Tal e qual o que os espíritas fazem... jogaram a Bíblia no lixo, desobedecem a Deus e observam outro evangelho!
Os doutrinadores espíritas usam o episódio bíblico que relata a consulta de Saúl à pitonisa (médium) de En-Dor para tentar sustentar a doutrina satânica do espiritismo na Bíblia. A verdade é que a desobediência de Saúl, ao buscar a médium, lhe custou a vida!Sabia que: Uma das causas da morte de Saúl foi o haver consultado a feiticeira de En-Dor?"Saúl morreu por causa da sua desobediência ao Senhor e por ter consultado uma médium; não buscou ao Senhor para que o guiasse. Por isso o Senhor o matou e deu o reino a David, o filho de Jessé." - (1 Crônicas 10:13-14 - O Livro - A Bíblia para Hoje)Não há como imaginar como uma sessão espírita possa ser enriquecedora e abençoada com a presença de um mensageiro de Deus. Deus proibiu tal prática, condenando-a com a morte. Se tal prática fosse permitida, não precisaríamos mais buscar ao Senhor. Em situações difíceis, cairíamos aos pés de um médium, e diligentemente se apresentariam os santos do Senhor. Então, a Bíblia iria para o lixo e passaríamos a observar outro Evangelho. Tal e qual o que os espíritas fazem... desobedecem a Deus e observam outro evangelho!

Graças a Deus!

Dou graças a Deus por mais uma ex-espírita!

Alguém que foi alcançada pela graça e misericórdia de Deus e salva de um caminho que conduz ao Inferno!

 

Eu andei nas trevas por 15 anos de minha vida. Em Cristo Jesus conheci a verdade que me libertou (Jo 8.32). Eu e meu esposo sabemos o quanto sofri até sair de minha cegueira espiritual e aceitar a mão que o nosso Senhor Jesus Cristo me estendeu. Por um longo e tenebroso tempo estive apartada de Deus e estava entre os muitos que negam a Bíblia como a Sua Palavra. Hoje  eu reconheço Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador e vejo com temeridade a maneira como a Palavra de Deus é mercadejada (2 Co 2.17; 4.2). Meu resgate custou um alto preço, por isso me permito o desabafo.

BOM DIA :)


Bora lá acordar para mais um dia de vida que o Senhor Deus nos concede viver aqui nesta terra!

Um dia que constrange os cristãos porque nos recorda o grande, maravilhoso e infinito amor de um Deus Santo e Todo-Poderoso por um povo desobediente e ingrato... um dia que nos deve levar a imitar Aquele que, despojando-se da Sua glória no Céu, se fez como um de nós e veio nascer para morrer no nosso lugar!

Ele amou os que o mataram, e nós?

Quantas vezes albergamos nos nossos corações mágoa e rancor por aqueles que nos ofenderam, enganaram, magoaram e desiludiram?

Como ousamos afirmar que somos filhos do Deus Santo e Todo-Poderoso que se despojou de tudo por amor a nós e, não amar aqueles que "apenas" nos ofenderam?

É fácil dizer "eu sou cristão!", é tão fácil como dizer: "eu sou ateu!" Não são as palavras que mostram a nossa identidade, mas sim as atitudes!

Qualquer outra forma de celebrar o Natal que não nos leve a obedecer e a agir conforme as palavras do apóstolo Paulo na sua carta aos Filipenses, não passa de mais uma festa pagã para pagãos!

"Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai." - Filipenses 2:4-11

FELIZ NATAL!

Feliz Natal!

No Natal, o cristão, olha para manjedoura e vê:  As profecias se cumprindo!  O milagre da encarnação sendo realizado.  Jesus vivendo uma vida perfeita (sem nenhum pecado).  Jesus pregando o arrependimento para com Deus.  Jesus ...morrendo por nossos pecados. Jesus ressuscitando com poder e grande glória! Quando o Cristão pensa no Natal, ele pensa no grande amor de Deus que enviou "Seu único Filho" para resolver nosso pior problema — o pecado!





POR QUE SOFREM OS JUSTOS? - 8

"DEUS LIVRA QUANDO A SUA VONTADE É REALIZADA."

Como é que o Senhor livra os que clamam a Ele?

É certo que ninguém duvida de que Deus pode deter todo o nosso sofrimento, toda a nossa dor, toda a nossa aflição, apenas proferindo uma palavra.

Ele poderia enviar uma legião de anjos, um exército dos céus. Sabemos que há um anjo acampado ao redor de cada um de nós que cremos. Mas um Deus Todo-Sábio não nos deixaria sozinhos na fornalha, caminharia connosco, e sentiria pesar se nós o deixássemos. Ele não nos abandonaria antes de realizar a Sua vontade. Do contrário, tudo teria sido em vão. Ele não nos poupa por causa do nosso choro. Paulo fala de "sermos entregues à morte", de sorte que possa surgir a vida. "E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossa carne mortal" (2 Coríntios 4:11).

É aqui onde temos confundido o significado de livramento: nem sempre somos libertados pelo afruxar do sofrimento,mas às vezes por sua intensificação, de sorte que Deus possa apressar nossa libertação através da nossa morte frente a este mundo. Somos libertos quando morremos para a carne!

Você clamou a Deus por livramento? A tribulação aumentou em vez de diminuir? As coisas estão a piorar, e não a melhorar? Regozige-se!

Você está prestes a ser entregue à morte! Está pronto a perder toda a sua luta, próximo de morrer para a sua vontade.

O livramento não se efectua através da resignação, mas mediante a ressurreição.

Davi disse: "Em ti confiaram nossos pais; confiaram e tu os livraste" (Salmo 22:4). Ele está falando aqui de Israel junto ao mar Vermelho, com o exército de Faraó vindo atrás deles. Como foi que Deus os livrou? Suprimindo o problema? Não, enquanto eles não entraram no mar Vermelho não houve livramento! Este é um tipo de morrer para o mundo.

Jesus tornou-se o nosso libertador ao ser o primeiro entregue à morte. "Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?" (Romanos 8:32). Não constitui bom testemunho poder dizer: "Deus deu-me fé especial _ falei a Palavra _ e todas as minhas aflições e sofrimentos tiveram um paradeiro! Louvado seja Deus porque estou livre de toda a dor e aflição!"  É melhor poder dizer: "Não importa o que estará pela frente _ não importa qual a provação ou aflição _ Deus tem-se mostrado fiel. Da morte Ele produziu vida. Nenhuma dessas aflições pode mudar-me agora.

Ainda que Ele me mate, n'Ele esperarei."

 

FIM

David Wilkerson

 

Pág. 1/2