Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Um engano comum - 1ª parte

 Quando se trata de DESINFORMAÇÃO, Satanás é o maior especialista na arte de enganar; ele é o pai da mentira (João 8:44), e o mundo está sob o seu poder (Efésios 2:2). Porém, quando as pessoas não reconhecem a sua existência e a sua intenção malévolas o perigo fica mascarado. Se, para alguns, ele parece mais poderoso do que realmente é; e para outros, ele parece menos mau e perigoso do que é realmente; ainda há aqueles que negam completamente a sua existência e contribuem para alimentar a ignorância de muitos. Em todos esses casos, o resultado é o mesmo. Satanás conseguiu arregimentar um exército de seguidores enganados distraindo-os da verdade e fortalecendo-os com a mentira e compungindo-os a angariar mais prosélitos.

O evangelho de João relata um diálogo intenso entre Jesus e uma turba anárquica: 

 

«Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não entra em vós.
Eu falo do que vi junto de meu Pai, e vós fazeis o que também vistes junto de vosso pai.
Responderam, e disseram-lhe: Nosso pai é Abraão. Jesus disse-lhes: Se fôsseis filhos de Abraão, faríeis as obras de Abraão.
Mas agora procurais matar-me, a mim, homem que vos tem dito a verdade que de Deus tem ouvido; Abraão não fez isto.
Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseram-lhe, pois: Nós não somos nascidos de fornicação; temos um Pai, que é Deus.
Disse-lhes, pois, Jesus: Se Deus fosse o vosso Pai, certamente me amaríeis, pois que eu saí, e vim de Deus; não vim de mim mesmo, mas ele me enviou.
Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha palavra.
Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.
Mas, porque vos digo a verdade, não me credes.
Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?
Quem é de Deus escuta as palavras de Deus; por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus.»
João 8:37-47

 

Neste confronto, Jesus traçou a genealogia de cada incrédulo directamente até ao próprio Diabo. Quando a multidão estava prestes a negá-lo como o Cristo — Deus, na Pessoa bendita do Filho — Jesus diagnosticou correctamente o facto de que tal negação era baseada nessa origem. A intenção assassina da multidão incrédula combinava com a natureza homicida do pai espiritual que tinham em comum. Essas pessoas foram enganadas por Satanás e desviadas de seguir Cristo (João 8:39-47).

Tragicamente, muitos há que ouvirão a verdade do evangelho e, no entanto, recusar-se-ão a crer porque foram dissuadidas pela desinformação do ateísmo, da falsa religião e da autojustiça. A Bíblia deixa claro que TODOS esses representam uma supressão voluntária da verdade (Romanos 1:18). A rejeição do evangelho é a manifestação externa da corrupção interna do entendimento, induzida por Satanás. Por mais clara que seja a apresentação do evangelho, por mais apaixonado que seja o pregador, o ouvinte é incapaz de conhecer a verdade. Paulo disse que isso acontece porque «o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lho manifestou» (Romanos 1:19). Noutras palavras: todas as pessoas sabem a verdade a respeito de Deus, mas os incrédulos e os seguidores das falsas religiões escolhem rejeitá-la.

Eles fazem isso porque foram enganados pelo mundo, por si mesmos, e por Satanás (1João 2:16). Assim, voluntariamente, «detêm a verdade pela injustiça» (Romanos 1:18). Paulo deixa claro que não é por falta de evidências ou razão que alguém é impedido de receber o evangelho. Pelo contrário, «os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis» (Romanos 1:20).

 

Um dos grandes mistérios da existência humana não é a existência de Deus, mas a existência daqueles que O rejeitam. Como é possível que alguém — na verdade, a maior parte das pessoas no mundo — possa ter uma visão clara da natureza e dos atributos de Deus, e ainda recusar-se a adorá-Lo?

É porque foram enganadaos por Satanás.

Noutro trecho, Paulo escreve: «Se o nosso evangelho está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus» (2 Coríntios 4:3-4).

 

Continua: 

 

Mas,+se+ainda+o+nosso+evangelho+está+encoberto,+p