Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Jesus Cristo_ Razões da Fé/Razões da Incredulidade

RAZÕES DA FÉ

Crer é resultado da obra redentora de Cristo e de uma atitude do coração, que não dispensa a informação que ilumina a mente. Naquela hora exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou:

 

"Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra porque ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado." (Lucas 10:21)

"Se não faço as obras de meu Pai, não me acrediteis; mas, se faço, e não me credes, crede nas obras; para que possais saber e compreender que o Pai está em mim, e eu estou no Pai." (João 10:37,38)

 

RAZÕES DA INCREDULIDADE

 Uma vontade hostil e um coração orgulhoso e auto suficiente, não abrem espaço para a revelação. Se nos limitamos intransigentemente ao homem, às suas possibilidades, aos seus esforços, à sua capacidade, à sua capacidade de conhecimento e descoberta, fechamos a porta à fé. Da mesma forma, ninguém aprende se não está disponível para dar ouvidos aos que o podem ensinar.

A civilização nunca teria chegado onde chegou, se todos nós nos recusássemos a aprender uns com os outros. Começar continuamente do zero, implicaria nunca sair dele.

A fé não é possível se não dermos ouvidos à revelação, ao Mestre que veio trazer-nos o conhecimento que de outra forma não poderíamos alcançar.

 

"Então se aproximaram os discípulos, e lhe perguntaram: Por que lhes falas por parábolas? Ao que respondeu: Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas àqueles não lhe é isso concedido. Pois ao que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; porque vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem nem entendem. De sorte que neles se cumpre a profecia de Isaías: Ouvireis com os ouvidos, e de nenhum modo entendereis; vereis com os olhos e de nenhum modo percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, de mau grado ouviram com os seus ouvidos, e fecharam os seus olhos; para não suceder que vejam com os olhos, ouçam com os ouvidos, entendam com o coração, se convertam e sejam por mim curados. Bem aventurados, porém, os vossos olhos, porque vêem; e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não viram; e ouvir o que ouvis, e não ouviram." (Mateus 13:10-17)

 

Fácil parece ser depreender deste texto que, propositada e intencionalmente, o Mestre encobre dos seus ouvintes o que seria para eles razão de cura. Esta interpretação coloca a causa sobre Ele. Uma leitura mais atenta, mostra-nos que a Sua acção está apenas em conformidade com uma disposição do coração dos ouvintes, que Ele conhecia perfeitamente. Aqui está a causa.

É o coração dos ouvintes que impede uma apresentação que os faça entender. Não fomos criados como robôs. Deus forçará a nossa mente e raciocínio contra a nossa vontade. Ele não agride o coração forçando a mente, nem agride a mente forçando o coração.

 

"Aproximando-se os fariseus e saduceus, tentando-o, pediram-lhe que lhes mostrasse um sinal vindo do céu. Ele, porém, lhes respondeu: Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu, e não podeis discernir os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal; e nenhum sinal lhe será dado, senão o de Jonas. E, deixando-os, retirou-se." (Mateus 16:1-4)

 

O Senhor Jesus nunca usou o Seu poder para distrair, divertir ou entreter a curiosidade dos que O rodeavam, muito menos para corresponder a um pedido que não correspondia a uma vontade séria e honesta de conversão. Muitos sinais foram feitos, mas o maior de todos eles foi e é a Sua ressurreição. Este é suficiente para nos dar todas as razões para nos rendermos a Cristo. Quando o coração e a mente não cedem a este, nenhum outro será suficiente.

 

"Se não ouvem a Moisés e aos profetas [a Palavra de Deus], tão pouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos." (Lucas 16:31)

 

"O julgamento é este: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal, aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus." (João 3:19-21)

 

"Como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros, e contudo não procurais a glória que vem do Deus único? (João 5:44)

 

"Qual a razão porque não compreendeis a minha linguagem? É porque sois incapazes de ouvir a minha palavra. Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe aos desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere a mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. Mas, porque digo a verdade, não me credes. Quem dentre vós me convence de pecado? Se vos digo a verdade, por que razão não me credes?" (João 8:43-46)

 

"E, embora tivesse feito tantos sinais na sua presença, não creram nele; para se cumprir a palavra do profeta Isaías, que diz: Senhor, quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor? Por isso não podiam crer, porque Isaías disse ainda: Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos nem entendam com o coração, e se convertam e sejam por mim curados. Isto disse Isaías porque viu a glória dele e falou a seu respeito. Contudo muitos dentre as próprias autoridades creram nele, mas por causa dos fariseus não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga; porque amaram mais a glória dos homens, do que a glória de Deus." (João 12:37-43)

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.