Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

JESUS CRISTO _ A MAGNA CARTA DOS VALORES E PRINCÍPIOS ÉTICOS

O chamado Sermão da Montanha, destaca-se como a exposição por excelência dos valores e princípios éticos do discípulo de Jesus Cristo.

A globalidade do ensino que nos é apresentado através de todo o Novo Testamento leva-nos aqui a ressaltar que, não é através do cumprimento de valores que o homem tem acesso a Deus e à vida eterna nas moradas celestiais. Este relacionamento só é possível através do que Jesus consumou com a Sua morte substitutiva e com a Sua ressurreição. A observação dos princípios éticos só tem valor no quadro da salvação e como resultado dela.

 Por isso Jesus Cristo não trouxe uma religião no sentido formal de um catecismos ético e moral.

Por isso o evangelho se destaca e diferencia de todas as restantes religiões.

Se estas estão mais ou menos de acordo com o que deve ser o procedimento e as atitudes do homem no contexto social mais restrito ou mais amplo, o evangelho distingue-se deles porque aponta para um perdão e reconciliação que não dependem dele.

Jesus veio para os fracassados moral e espiritualmente.

 

TEMAS CHAVE DO SEU ENSINO

Fé _ Ao que Jesus lhes disse: Tende fé em Deus; (...) (Marcos 11:22)

  

Amor _ Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros. (João 13:34,35)

  

Perdão _  E, quando estiverdes orando, se tendes alguma cousa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas. (Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celeste não vos perdoará as vossas ofensas.) (Marcos 11:25,26)

 

 Serviço _ Então Jesus, chamando-os, disse: Sabeis que os governadores dos povos os dominam e que maiorais exercem autoridade sobre eles. Não é assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós, será vosso servo; tal como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos. (Mateus 20:25-28)

 

 

Humildade _ Naquela hora, aproximaram-se de Jesus os discípulos, perguntando: Quem é, porventura, o maior no reino dos céus? E Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles. E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus. E quem receber uma criança, tal como esta, em meu nome, a mim me recebe. (Mateus 18:1-5)

 

DEUS NA HISTÓRIA

 Ninguém jamais viu a Deus: o Deus unigénito, que está no seio do Pai, é quem o revelou. (João 1:18)

 

Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não somente violava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus. (João 5:18)

 

Antes que Abraão existisse, eu sou. (João 8:58)

 

Eu e o Pai somos um. (João 10:30)

 

Responderam-lhes os judeus: Não é por obra boa que te apedrejamos, e, sim, por causa da blasfemea, pois sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo. (João 10:33)

 

E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou. (João 12:45)

sabendo este que o Pai tudo confiara às suas mãos, e que ele viera de Deus e voltava para Deus, (João 13:3)

Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim, vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai? (João 14:9)

 

O MAIOR OU O ÚNICO

As Suas próprias palavras não O tornam comparável, mas absolutamente único, como único é Deus.

Nem Deus que se torna Homem, nem Homem que se torna Deus, mas Deus e Homem. A Igreja do primeiro século e de todos os séculos, porque não há Igreja fora desse fundamento, cresce com base na declaração seguinte:

tomai conhecimento vós todos e todo o povo de Israel de que, em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem vós crucificastes, e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, sim, em seu nome é que este está curado perante vós. Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. (Actos 4:10-12)

Nesta mesma linha o apóstolo Paulo enfaticamente passa a revelação do Espírito Santo nestes termos:

Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu um nome que está acima de todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai. (Filipenses 2:5-11)

porquanto nele habita corporalmente toda a plenitude da Divindade. (Colossenses 2:9)