Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

O Espírita não conhece e não acredita em Jesus Cristo

Os espíritas alegam amar e acreditar em Jesus e seguir a Sua doutrina.

Se isso é verdade, porque é que León Denis, escreveu no  livro "Cristianismo e Espiritismo", na pág. 88,  que cada um é responsável pela sua própria salvação? Ele escreveu:

_ "Cada qual deve resgatar-se a si mesmo, resgatar-se da ignorância e do mal. Nada exterior a nós poderia fazê-lo."

Sendo assim, o espiritismo não reconhece  Jesus Cristo como o Único caminho que nos conduz ao Pai, nem reconhece que Ele morreu na cruz para remissão dos nossos pecados e que Ressuscitou ao terceiro dia! Como tal não prega o "cristianismo", porque sem a ressurreição de Jesus o "cristianismo" não faz sentido algum. Ainda segundo as palavras do próprio Allan Kardec, em que o espiritismo admite ser Jesus o Filho de Deus:

"Digamos que Jesus é Filho de Deus, como todas as criaturas, que ele chama a Deus Pai, como nós aprendemos a tratá-lo de nosso Pai. É o filho bem amado de Deus, porque, tendo alcançado a perfeição, que aproxima de Deus a criatura, possui toda a confiança e toda a perfeição de Deus. Ele se diz Filho Único, não porque seja o único predestinado a desempenhar aquela missão na terra."

   Kardec escreveu isto com inspiração maligna, ditada pelos demónios a quem chama "espíritos". Aqui, mais uma vez, Kardec nega a divindade de Jesus, considerando-o apenas um homem que evoluiu, reencarnando-se muitas vezes e que, mesmo depois de ter atingido a perfeição, pagou um alto preço ao ser condenado à morte na cruz. Ora, segundo a doutrina espírita, sabemos que Ela já não devia ter sofrido mais. Não seria uma grande injustiça de Deus castigar um espírito puro que já havia atingido a perfeição? Como é que a doutrina de Kardec justifica que Ele tenha sido condenado a  pagar um preço tão alto? Porquê? Por ser perfeito?

(Será que todos os que reencarnam até se aperfeiçoar vão ter esta recompensa? Vai ver que é por isso que ninguém melhora... Cada dia vai piorando... Pudera :)

 

Mais sobre Kardec:

É assim que ele define Jesus no livro "A Gênese", Ed. 1949, à página 294:

"... Ele era um médium de Deus."

Isto é Kardec a falar em nome do Espiritismo que ele próprio codificou. Considera Deus um espírito em evolução em busca de perfeição, e por isso necessitado de um médium aqui na terra. Quanta heresia! Deus não nos ensinou assim. Eis aqui uma das revelações bíblicas sobre Jesus, em Atos 4.12:

"E não há salvação em nenhum outro, porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos."


Aqui, o Apóstolo Paulo fala sobre Jesus Cristo, autor e consumador da nossa Salvação! Assim, percebemos que o jesus de quem Paulo fala não é o "jesus do espiritismo", porque esse não passou de mais um médium, segundo Kardec.

 Não há, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

51 comentários

Comentar post