Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

PABLO, E ESTA AFIRMAÇÃO RACISTA DE KARDEC?

"Os negros, pois, como organização física, serão sempre os mesmos, como espíritos, sem dúvida, são uma raça inferior, quer dizer, primitiva; são verdadeiras crianças às quais pode-se ensinar muita coisa; mas por cuidados inteligentes, pode se sempre modificar certos hábitos, certas tendências, e já é um progresso que levarão numa outra existência, e que lhes permitirá, mais tarde, tomar um envoltório em melhores condições." (França 1862, Revista Espírita: "Frenologia espiritualista e espírita - Perfectibilidade da raça negra."

FELIZ OU DESGRAÇADO?

"Diremos, entretanto, a essas pessoas, para tranqüilizá-las, que a doutrina espírita sobre a reencarnação não é tão terrível como pensam, e que, se a estudassem a fundo, não teriam do que se assustar. Saberiam que essa nova existência depende delas mesmas: será feliz ou desgraçada, segundo o que tiverem feito neste plano, e podem desde já elevar-se tão alto, que não mais deverão temer nova queda no lodaçal." - O livro dos Espíritos -  I – Considerações sobre a Pluralidade das Existências - 222

 

Como é que os espíritas querem ser levados a sério se acreditam em tretas como esta e depois usam personagens da Bíblia que imediatamente contrariam esta tese?

E, como se não bastassem as personagens bíblicas, a própria doutrina espírita contradiz-se.

Ela será feliz ou desgraçada segundo o que tiverem feito neste plano?

_ Elias, depois de servir a Deus como profeta do Altíssimo Deus, foi arrebatado ao céu numa carruagem de fogo e nem sequer provou a morte, mas, ignorando esse facto, os espíritas dizem que ele reencarnou como João Baptista. Se assim fosse, esta afirmação de Kardec é um bluf, uma mentira descarada (e é como toda a sua doutrina). Então, alguém que era um profeta do Altíssimo, que Deus usou para fazer milagres e chamou a Si, teria voltado para viver uma vida de pobreza, privações, ser preso e acabar decapitado a mando de Herodes?

_ Feliz ou desgraçado?

A nova existência depende delas mesmas? Se até Jesus Cristo, que segundo a doutrina espírita, foi o "Espírito mais puro que já veio a esta terra", que já vivia com Deus aquando da criação da terra (só vive com Deus quem é perfeito, puro e santo), teve a vida que teve, sofreu como sofreu e morreu como morreu, como é que alguém pode afirmar "a nova existência depende delas mesmas: será feliz ou desgraçada, segundo o que tiverem feito neste plano,"?

Como pode alguém no seu juízo perfeito afirmar que Jesus quis morrer na cruz para dar o exemplo?

_ Exemplo de quê? De como ser açoitado? Coroado de espinhos? Esbofeteado? Humilhado? De como morrer crucificado? Para que serviria um exemplo destes?

_ Se acreditam nesta mentira estapafúrdia porque não O imitam então e seguem o Seu exemplo?

 

Esta é apenas uma das contradições da doutrina espírita que também ensina:

Kardec pergunta: Quesito 814. Por que Deus concedeu a uns a riqueza e o poder e a outros, a miséria?

O espírito responde: — Para provar a cada um de uma maneira diferente. Aliás, vós o sabeis essas provas são escolhidas pelos próprios Espíritos, que muitas vezes sucumbem ao realizá-las." (Livro dos espíritos)

 

 

Segundo a lógica _ Não entendo... porque é que os espíritas ajudam aqueles que escolheram viver na miséria!? Não estarão assim a privá-los de progredir?  

 

Afinal... segundo a doutrina espírita, as pessoas que morrem de fome por esse mundo fora escolheram morrer assim!? Logo... ninguém tem culpa. Quem vive na miséria escolheu viver assim. Então, queixam-se de quê? Fantástico!!!!!  Mas... esperem...

 

 

OPA!   Afinal... os espíritos enganaram-se na questão 814?  

 

Mau, mau! Se os espíritos escolhem ser miseráveis... como é possível, na questão 813, responsabilizar-se a sociedade pela escolha feita pelo espírito???  

 

Afinal é a sociedade a causa primária da miséria de cada um ou é o espírito que escolhe as provas que vai passar numa nova vida? CONFUSO?? Confira:  

 

Kardec pergunta: Quesito 813. Há pessoas que caem nas privações e na miséria por sua própria culpa; a sociedade pode ser responsabilizada por isso?

 

O espírito responde: — Sim, já o dissemos, ela é sempre a causa primeira dessas faltas; pois não lhe cabe velar pela educação moral de seus membros? É frequentemente a má educação que falseia o critério dessas pessoas, em lugar de aniquilar-lhes as tendências perniciosas.

 

Acho que o espírito, quando respondeu à questão 814 se tinha esquecido do que respondera à questão 813... será?

 

 

 

 

RACISMO PURO E DURO!

As desculpas que os espíritas usam para desculpar o indesculpável raiam o ridículo!

Vejam como um médium espírita tentou negar o racismo latente do codificador do espiritismo, Allan Kardec:

 

PUBLIQUEI: "E ESTA?

Para Kardec, o negro deve evoluir espiritualmente até poder nascer no corpo de um homem branco! Só não consigo entender uma coisa… visto que o corpo, com pele negra, branca ou outras, volta ao pó, morre, resta-nos a hipótese de o espirito (imortal) ser negro! Será que para os espiritas o espirito também tem raça?  Isto é o cúmulo do racismo e… da ignorância. Kardec entende "negro" e "selvagem" como uma e a mesma coisa. ... Espirito ou corpo? Ou os dois? Isto é sem duvida muito “cientifico”…"

 

Mauro Garavello "Helena,  Helena, eu  já  te  disse  (mais  de  uma  vez)  que  este  texto foi extraído  do  livro "Obras Póstumas",  portanto  publicado  por  alguém  em  homenagem  a   Kardec. Contemporâneos de  Kardec  pertencentes  a  nata  da intelectualidade  Européia  da  época , e  que  privavam  da  companhia  e  amizade  do codificador  da  Doutrina  Espírita,  como Gabriel Delanne,  Camille  Flammarion  e  Léon  Denis  negam peremptoriamente  qualquer  comentário,  ato  ou  indução  ao  racismo por  parte  de  Kardec.
Se  pesquisares  a  vida  e  obra  de  Kardec , Maria  Helena Costa constatarás que  ele  dedicou  sua  vida  à  educação  e  a  cultura,  dando  continuidade e  mesmo  superando  seu  amigo  e  Mestre  Pestalozzi  na  instituição  que  levava  o  nome  de  seu  Mestre.  Lecionava  com  amor  e  repudiava a  ideia que  pobres  (a  grande  maioria  negros)  não  tivesse  acesso  a cultura,  por  isso  dedicava  horas  e  horas  da  sua  semana  dando  aulas gratuitas  para  os  menos  favorecidos. Pesquise  e  constatará  isso. Mas  tu  preferes  rotular  Kardec  de  racista,  para  denegri-lo  ,  desacreditá-lo. Infelizmente  esta  é  a  mentalidade  tua  e   de  boa  parte (há  exceções)  dos  Evangélicos."

 

RESPOSTA:  Mauro Garavello, não é só nas obras póstumas que Kardec mostra o seu racismo! No Livro dos Espíritos ele diz exactamente o mesmo! Também foram os amigos que o escreveram depois da morte dele? No capítulo V, "I – Considerações sobre a Pluralidade das Existências", do Livro dos Espíritos, podemos ler:
"Por que há selvagens e homens civilizados? Se tomarmos uma criança hotentote (Indivíduo dos hotentotes, povo nómada africano negro do Sul de África.), de peito, e a educarmos, enviando-a depois aos mais renomados liceus, faremos dela um Laplace ou um Newton? No meio de várias considerações, ainda no mesmo capítulo, Kardec conclui sobre os negros: (...) o hotentote é uma raça inferior. Então perguntaremos se o hotentote é ou não humano. Se é humano, por que teria Deus, a ele e a toda a sua raça, deserdado dos privilégios concedidos à raça caucásiana? Se o não é, por que procurar fazê-lo cristão?"
ENTÃO MAURO? O bonzinho do amorozinho do Kardec também não escreveu o livro dos espíritos? Porque te deixas manipular por espíritos mentirosos e depois te queixas de ser exposto?

Além disso quais são as fontes credíveis que falam dessa faceta de Kardec? São só fontes espíritas, certo Mauro Garavelho?

 

PORQUE MENTEM OS ESPÍRITAS?

  Vejam como os espíritas mentem descaradamente a respeito das suas práticas:   Escrevi no grupo https://www.facebook.com/groups/179665095532016/:

 

 UMA PERGUNTA AOS ESPÍRITAS: "Se todos os "espíritos" reencarnam como a doutrina espírita afirma, porque é que sempre que alguém vai a uma sessão para tentar falar com um ente querido que já morreu, à muito ou há pouco tempo, consegue contactá-lo?   Afinal... todos reencarnam, ou não? Se reencarnam como pode o espírito que já deveria estar encarnado noutro corpo, responder como desencarnado?"

 

  O Mauro Garavelho comentou: "Maria Helena Costa, como tu bem sabes, sou médium espírita há uns 30 anos, lido com fenômenos mediúnicos pelo menos uma vez por semana, e não procede esta tua informação. Esta história de ir numa Casa Espírita para receber mensagem de ente querido falecido é um mito, não é assim que funciona.   Existe sim médiuns excepcionais, que atuam nesta tarefa consoladora, mas são poucos e agem com muita cautela e atendem pessoas aptas a receberem estas mensagens. Chico Xavier foi o mais destacado entre todos os médiuns, portador   de uma mediunidade fora do comum, podia dar detalhes da vida do desencarnado, que muitas vezes nem o próprio parente lembrava, tipo um apelido carinhoso que só a mãe ou a esposa lhe endereçava. Datas e acontecimentos ocorridos há 40 / 50 anos etc... Na Casa que trabalho evitamos este tipo de mensagens. Preferimos psicografar mensagens com ensinamentos ou conforto de forma genérica sem individualizar. Obviamente que entre nós trabalhadores, pode (e acontece) surgir   este tipo de mensagem, mas insisto, não é algo comum. Não podemos Helena, colocar "nas costas" do espiritismo, uma séria de bobagens e pilantragens que pseudos médiuns ou videntes que não tem NADA de espíritas fazem, assim como não se pode afirmar que todo Pastor Evangélico é pilantra e ladrão ainda que se sabe , muitos desviados de fato são."

 

RESPONDI: "Oh Mauro Garavello, qual é a tua? Se foste tu mesmo que me disseste que se eu quisesse saber um segredo só meu e do meu pai, tu poderias entrar em contacto com ele e dizer-me e mais, tu não sabes há quantos anos morreu o meu pai. E se todos os que morrem reencarnam, porque é que logo o meu pai, não teria reencarnado? Ir a uma sessão espírita e receber mensagem de ente querido falecido é mito? Mas não foi o que tu me quiseste oferecer? Então és mentiroso! Já percebeste que, mais uma vez, entraste em contradição no teu pequeno texto? Ah... e todos os médiuns espíritas que invocam os familiares das pessoas que estão nas plateias em estúdios de TV? Elas não são espíritas? E, nenhum daqueles reencarnou? Mauro... como é constrangedor não termos noção daquilo que dizemos... o ridículo da situação é que um pensamento tão simples, obrigou-te a mentir afirmando algo que qualquer leigo sabe ser mentira! Todos os espíritas que conheço, tu incluído, tentam atraír as pessoas ao espiritismo com a promessa de lhes transmitir recados de entes queridos falecidos como tu tentaste fazer comigo e... não negues porque o fizeste por email!"

 

E ele, zangado por ter sido exposto, via mensagem privada, disse: "Helena, achei bem desagradável teu comentário, me expondo. Eu não lembro de ter te prometido nada com relação ao teu pai, acho que estás me confundindo. gostaria que não me expusesse ao ridículo."

 

RESPONDI: "Foi? mas foste tu que me ofereceste a possibilidade de me dizeres algo sobre o meu pai que eu recusei de imediato... e depois vens dizer que nada disso se passa nos centros?   Mauro, eu sei o que se passa nos centros! Queres que publique o email?"

 

 Não se deixem enganar, todos aqueles que são filhos do Diabo (mesmo achando que não) são mentirosos e, a mentira está tão entranhada neles que nem dão conta da forma como a usam para enganar os incautos! Outro problema do qual sofrem todos os espíritas é a falta de memória sobre acontecimentos do dia-a-dia... o mais incrível é que ela não acontece em relação às obras espíritas e ao ensino dos demónios.

 

Testemunhos convincentes da ressurreição de Cristo

A ressurreição de Cristo é uma das verdades mais importantes para o Cristianismo! Sem ela não há Cristianismo, evangelho ou esperança de salvação! É sua vitoria “sobre a morte” que separa Jesus Cristo de…

  1. Abraão – o líder do Judaísmo.
  2. Buda – o líder do Budismo.
  3. Maomé – o líder do Islamismo.
  4. Allan Kardec – um dos líderes do Espiritismo.
  5. E de todas as divindades do Hinduísmo.

Só o Senhor Jesus exibe uma sepultura vazia!

Através dos séculos os cristãos têm sido perseguidos, aprisionados, torturados e executados por causa desta verdade. Mas a igreja nunca abriu mão desta certeza!

Por isso todos os anos, por ocasião da Páscoa, o Diabo levanta um boato contra a divindade ou ressurreição! Exemplos?

-Em 1988 o diretor Martin Scorsese lançou o filme “A Ultima Tentação de Cristo”, que apresenta um messias indeciso e mal resolvido.

-Em 2003 o autor Dan Brown lança “O Código Da Vinci”, romance que questiona a divindade de Cristo.

-Em 2012 um arqueólogo declarou ter achado um ossuário com os restos mortais de Jesus Cristo. Depois de muitas reportagens, especulações, e danos á fé de alguns, o achado foi declarado falso!

-Em na véspera desta páscoa de 2014, alguns jornais sensacionalistas noticiaram sobre um papiro antigo que revelaria que Cristo teve uma esposa! Fui pesquisar sobre o assunto numa fonte mais séria e descobri que se tratava de mais um alarme falso. Veja na Folha de São Paulo de 11/04/14 artigo “De novo, ‘a mulher de Jesus’” pelo jornalista Reinaldo José Lopes.

Graças a Deus, o Cristianismo tem base histórica sólida! Em I Cor 15:1-11 temos testemunhos convincentes da ressurreição de Cristo!

Se você for acusado falsamente de um crime, processado, e levado diante de um tribunal de justiça, torça para ter a seu favor 2 ou 3 testemunhas oculares! Quero dizer, se alguém quiser julgar “a ressurreição”, se foi fato ou fraude, Paulo apresenta mais de 500 testemunhas oculares! Muitos que morreram por causa deste testemunho!

Antes de falar das testemunhas oculares Paulo apresenta o seguinte:

I. O testemunho da Igreja Primitiva (1-2)

1 Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2 Por meio deste evangelho vocês são salvos…

Qual a mensagem do Evangelho? Que Cristo morreu pelos nossos pecados e ressuscitou (versos 3-4). Logo, nestes dois primeiros versos (acima) Paulo esta dizendo o seguinte: Os irmãos da igreja em Corinto, que viveram nos tempos de Cristo, não tinham nenhuma dúvida acerca da sua divindade, morte vicária e ressurreição! Permaneciam firmes! Pois eles tinham sido transformados pelo Cristo ressurreto! Eles tinham sido libertos da idolatria, adultério, avareza, vida de contravenção, alcoolismo e práticas homossexuais! (I Cor 6:9-10)

II. O testemunho das Escrituras (3-4)

3 Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, 4 foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras,

Além do testemunho vivo da igreja Paulo menciona o testemunho das Escrituras! Declarando que, tudo o que aconteceu com Jesus Cristo, aconteceu “segundo as Escrituras”! O Antigo Testamento profetizou sua encarnação, morte vicária e ressurreição. Por exemplo, leia o texto de Isaías 53.

III. O testemunho de testemunhas oculares! (5-8)

5 e apareceu a Pedro e depois aos Doze. 6 Depois disso apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma só vez, a maioria dos quais ainda vive, embora alguns já tenham adormecido. 7 Depois apareceu a Tiago e, então, a todos os apóstolos; 8 depois destes apareceu também a mim, como a um que nasceu fora de tempo.

A primeira testemunha ocular mencionada é Pedro. Pedro é uma ótima testemunha, pois no princípio ele não acreditava na ressurreição. Tanto é que ele negou a Cristo três vezes, e voltou para sua antiga profissão. A segunda testemunha são os doze! Atos 1:3 diz:Depois do seu sofrimento, Jesus apresentou-se a eles e deu-lhes muitas provas indiscutíveis de que estava vivo. Apareceu-lhes por um período de quarenta dias falando-lhes acerca do Reino de Deus.”

A terceira testemunha é o grupo dos 500 irmãos! Aos quais Cristo se revelou de uma só vez – a maioria dos quais ainda estavam vivos. Lembre-se que Paulo escreveu esta defesa vinte e cinco anos após a ressurreição.

A quarta testemunha é Tiago. Provavelmente, este não é o Tiago apóstolo, mas um dos irmãos de Cristo, pois aqui, Paulo o destaca à parte dos doze. Este também é uma testemunha relevante, pois em João 7:5 diz que os irmãos de Jesus não criam na sua divindade. Mas após a ressurreição sabemos que este Tiago, se converteu! Tornou-se um dos líderes da Igreja em Jerusalém!

A quinta testemunha é o próprio Paulo! Por várias razões Paulo é uma ótima testemunha a favor da ressurreição. Cidadão romano, Judeu comprometido, inteligente e bem preparado academicamente falando; inimigo famoso e ferrenho do Senhor! Ele não cria em Jesus, nem na sua Divindade, muito menos na sua Ressurreição.Ele perseguia e encarcerava os cristãos!Porém, após um encontro sobrenatural com Cristo ressurreto tornou-se um adorador! Testemunha ocular! Disposto a viver e morrer por Jesus!

Conclusão: A fé cristã tem base histórica sólida! Jesus Cristo ressurgiu com poder e grande gloria! As profecias se cumpriram! A morte foi vencida! E sua divindade e poder foi autenticada historicamente! Por isso os apóstolos perderam o medo e a covardia! Por isso sua igreja se espalhou pelo mundo inteiro! E se você ainda vive escravizado ao pecado, distante da graça de Deus. O desafio de amor do próprio Deus para sua vida é…:

“Creia no Senhor Jesus e serás salvo!”

-Não importa o seu passado!

-Não importa o que você fez ou com quem você andou!

Apenas, creia no Senhor Jesus e serás salvo!

Só Ele tem autoridade e direito para dizer:

“Eu sou a ressurreição e a vida!

Quem crer em mim, ainda que morra viverá!

E quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente!”

 

 

Por: Sillas Campos. Ministério Fiel © 2014 Todos os direitos reservados. Website:www.MinisterioFiel.com.br / www.VoltemosAoEvangelho.com.  OriginalTestemunhos convincentes da ressurreição de Cristo

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

A Divindade do Filho _ Suas afirmações com respeito ao Pai

"Que pensais vós do Cristo? de quem é filho?" (Mateus 22:42)
"Tu   és o Cristo, o Filho do Deus vivo" (Mateus 16:15)

 

1.2. Suas afirmações com respeito ao Pai

        Jesus, alegou várias vezes   possuir um relacionamento íntimo e mesmo bastante incomum com o Pai, algo que soaria como loucura, caso Ele não fosse Deus.

  •  Ele afirma ser um com o Pai: "Não te apedrejamos por alguma obra boa, mas pela blasfémia; porque, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo." João 10:33

 

  •  Afirma que quem O vê, vê o Pai "Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.
      Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?" João 14:7-9

  •  Afirma que preexistia antes de Abraão "Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou." João 8:58. Sua afirmação é no presente "Eu Sou", semelhante ao nome com que o Deus Eterno se revelou a Moisés no sinai "E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós. E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O Senhor Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração." Êxodo 3:14-15 . Isso ficou tão claro para os judeus (a sua reivindicação de divindade), que quiseram apredejar Jesus por blasfémia. 

    

  •  Afirma que quem O honra, está a honrar o Pai "Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou." João 5:23

 

  •  Afirma ter a mesma natureza de vida que existe somente em Deus, o Pai "Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo;" João 5:26

     

     

    1.3. As reações e afirmações das     pessoas que conviveram com Ele  

        Várias pessoas do NT, que tiveram contacto com Jesus, manifestaram-se, uns contra, outros a favor, da clara posição e prerrogativa que Jesus requeria e assumia para a sua vida.

  •  A reação do povo comum "Ora os judeus procuravam-no na festa, e diziam: Onde está ele? E havia grande murmuração entre a multidão a respeito dele. Diziam alguns: Ele é bom. E outros diziam: Não, antes engana o povo." João 7:11-12; "E muitos da multidão creram nele, e diziam: Quando o Cristo vier, fará ainda mais sinais do que os que este tem feito?" João 7:31; "Então muitos da multidão, ouvindo esta palavra, diziam: Verdadeiramente este é o Profeta.
      Outros diziam: Este é o Cristo; mas diziam outros: Vem, pois, o Cristo da Galiléia?" João 7:40-41; Responderam os servidores: Nunca homem algum falou assim como este homem." João 7:46;  muitos acreditavam ser Ele o Messias prometido, outros que enganava o povo. Ninguém permanecia indiferente perante a sua pessoa. 

    

  •  A reação e declaração do sumo sacerdote à resposta franca de Jesus "E, levantando-se o sumo sacerdote disse-lhe: Não respondes coisa alguma ao que estes depõem contra ti? te pelo Deus vivo que nos digas se tu és o Cristo, o Filho de Deus. vos, porém, que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu. Então o sumo sacerdote rasgou as suas vestes, dizendo: Blasfemou; para que precisamos ainda de testemunhas? Eis que bem ouvistes agora a sua blasfémia." Mateus 26:62-65; a clara afirmação de Jesus que se sentaria à direita do Todo-Poderoso (o lugar de honra, que só deveria ser dada a Deus), levou o sumo sacerdote a rasgar suas vestes (acto realizado na presença de uma grande calamidade) e o sinédrio a sancionar a pena de morte por blasfémia, uma vez que Ele se fizera igual a Deus. Aliás, essa passagem é uma das declarações mais claras da divindade de Jesus. 

    

  •  De alguns escribas e fariseus "Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus.
      E Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou." João 19:7-8; que Ele se fez a si mesmo o Filho de Deus. 

    

  •  A declaração de Tomé "E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!" João 20:28 . Jesus aceita a declaração e adoração de Tomé. Caso Ele não fosse Deus, certamente aproveitaria tal oportunidade para corrigir uma concepção errada sobre a sua pessoa.

Pág. 2/2