Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

AUTORIDADE DA DOUTRINA ESPÍRITA _ Introdução

 

“Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência, (1Tm 4.1,2)
Texto original: http://3arevelacao.blogspot.com/2010/06/autoridade-da-doutrina-espirita.html

Desde a queda do homem, este tem procurado por diversas formas se relacionar novamente com o seu Criador e a busca desenfreada desse desejo possibilitou a Satanás ensejar planos que objetivem afastá-lo ao invés de conceder-lhe a oportunidade desse reatamento da comunhão com Deus.
Quando no trabalho “Reencarnação- Farsa ou Realidade?” discorremos acerca do principal dogma da Doutrina Espírita – a reencarnação, tecemos diversos comentários acerca das manobras que Satanás se utiliza para enganar o homem e impedir que este tenha um entendimento verdadeiro da sua real condição de pecador e da necessidade do reconhecimento de Jesus como Único e Suficiente Salvador de sua alma. Ele procura sempre oferecer caminhos fáceis, que aos olhos e interpretações humanos parecem ser os mais coerentes e justos, mas sempre colocando Jesus em segundo plano na vida de muitos que seguem doutrinas rotuladas de cristãs, mas que na verdade nada têm de Cristianismo, elas simplesmente mencionam

eventualmente o nome de Jesus, mas não O conhecem, não sabem o que pensa, como age, que ensinamentos deixou e com isso mencionam apenas frases ou situações que venham de encontro aos seus objetivos doutrinários.

Todos nós trazemos em nosso ser o desejo intimo de nos relacionarmos com Deus. Isso é inerente ao ser humano. Essa centelha divina foi colocada no coração do homem desde o seu nascimento, mas muitas vezes ele não sabe explicar como isso se opera. Mesmos os mais céticos são forçados a aceitar certas verdades em relação à sua existência, pois não conseguem por meios científicos ou filosóficos explicar a sistemática da vida nem a origem de tudo e de todos os seres. Tentam, é verdade, mas sempre esbarram em uma pergunta que nunca quer calar diante dos “fatos” que apresentam: “... E de onde se originou...?” Por mais explicações que busquem, sempre estarão diante dessa incógnita, dessa incerteza, desse “buraco negro” que surge diante deles como algo a ser desvendado, que a sua arrogância e prepotência impedem de simplesmente renderem-se diante da Glória e Soberania de Deus.

Foi pensando nesses pontos controversos e nessas incertezas a que muitos se entregam que entendemos ser necessário estudarmos os ensinamentos contidos neste livro da Codificação Espírita - O Evangelho Segundo o Espiritismo (E.S.E) - a fim de ajudarmos para que todos tenham uma melhor compreensão sobre o verdadeiro significado e impacto negativo que a Doutrina Espírita tem causado ao irradiar e propagar um falso entendimento das Verdades Bíblicas, que nos propusemos iniciar esse trabalho, ou seja: analisar o Livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” à luz da Palavra de Deus.
Segundo o site “Comunidade Espírita” http://www.comunidadeespirita.com.br/ “O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO é um livro de Doutrina, o qual terá considerável influência, pois que explana questões capitais, e não só o mundo religioso encontrará nele as máximas que lhe são necessárias, como também a vida prática das nações haurirá dele instruções excelentes.”

Não há dúvidas de que no seu interior encontraremos palavras bondosas e encorajadoras para consolar os sofredores e levantar os caídos que se sentem injustiçados diante de um mundo cruel onde muitas vezes é visto como alguém a ser desprezado sem que haja motivo aparente, e esse “consolo” o levará ao falso entendimento de que essas dificuldades de relacionamento, que esses sofrimentos sem “explicações naturais”, só podem ter sido motivados por débitos contraídos em encarnações anteriores, e, portanto, de injustos passam a ser não apenas justos, mas necessários ao seu aprendizado como espírito imortal, e é a partir dessa linha de pensamento que ele acaba se distanciando do Verdadeiro ensino e objetivo dos Evangelhos narrados na Bíblia: reconhecer-se pecador e buscar refugio, proteção e salvação no Único que pode conceder-lhe esses benefícios: JESUS CRISTO!

 

E como nos ensina o apóstolo Paulo é pela graça e misericórdia de Deus: “Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, — pela graça sois salvos, e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus; para mostrar, nos séculos vindouros, a suprema riqueza da sua graça, em bondade para conosco, em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.” (Ef 2.4-9)
Adotaremos o mesmo procedimento que utilizamos em “Reencarnação- Farsa ou realidade?”, a análise que fizemos com base na Palavra de Deus para o principal dogma propagado pela Doutrina Espírita: As reencarnações sucessivas.
Compararemos os “ensinamentos” contidos no Livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo- E.S.E” com as verdades contidas na Palavra de Deus, a Bíblia.
Antes, porém, de analisarmos os seus postulados, cremos ser importante iniciarmos esse trabalho abordando a legitimidade e a autoridade da Doutrina Espírita, conforme nos apresenta o próprio codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec.
O livro que tomamos como base para estudo refere-se à 112ª edição- Tradução de GUILLON RIBEIRO- 3a. edição francesa revista, corrigida
e modificada pelo autor em 1866 - FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA - 1944).
Sempre que for necessário acrescentaremos textos contidos em outras obras da Codificação Espírita ou até mesmo de outros escritores espíritas que abordem o tema em análise, citando sempre a fonte de onde se originaram.

Os textos bíblicos básicos para nossos estudos serão:
“Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência, (1Tm 4.1,2)

“E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme as suas obras.” (2 Co 11.14,15)

“Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema. Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema.” (Gl 1.6-9)

 

A seguir: Autoridade da doutrina espírita _ DESMISTIFICAÇÃO

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.