Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

É POSSÍVEL CONTACTAR OS MORTOS?

Artigo retirado da revista "Novas de Alegria" de Agosto 2011.

 

Um leitor colocou a seguinte questão: A TVI está a apresentar, sexta-feira à noite, o programa "Depois da vida", o qual me impressiona bastante. Ali, uma senhora inglesa bem disposta e calma, acompanhada de uma simpática e sorridente intérprete, afirma ver os mortos junto dos seus familiares, presentes naquele recinto, a fazer as coisas mais variadas. Terá ela a "morada aberta"? Como é possível mencionar o passado, algo sobre os finados, enquanto viviam na Terra, assim como coisas que ainda existem lá em casa, como fotos e outros objectos? Como é que a senhora acerta em tudo, ou quase tudo, conforme os assistentes confirmam? E como é que todos os finados afirmam estar bem do outro lado da vida? Como é possível?!

 

Resposta:

Como é sobejamente conhecido, a TV está mais disposta e vocacionada para o Ocultismo do que para o puro Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. Enquanto se registam sérias dificuldades na transmissão de algumas actividades evangélicas, os responsáveis pelos meios televisivos escancaram as portas a tudo o que é do foro das trevas, seja espiritismo, bruxaria, regressões, ioga, meditação transcendental, ovnilogis, rabdomância, magia, percepção extra-sensorial, astrologia e outras modalidades interrelacionadas.

Por pedido (e insistência) de amigos, assisti a duas ou três sessões do referido programa, com o objectivo específico de emitir um parecer sobre o mesmo. Tudo isto de um modo parcial, pois as sessões já estavam iniciadas quando recebia os telefonemas. Nem foi necessário observar tudo até ao fim. A sua proveniência estava por demais evidente.

Devemos examinar tudo? Certamente, pois a Bíblia assim o diz: "Examinai tudo. Retende o bem" (1 Tessalonicenses 5: 1).

Todavia, há aspectos que já estão observados e não necessitamos de continuar. Não concordo, absolutamente nada, com a expressão de um amigo meu, que me disse algumas vezes, acerca de textos ligados ao Ocultismo: "Li o livro todo, até ao fim e depois queimei-o!"

"Reter o bem", conforme a Bíblia menciona, passa, muitas vezes, por não continuar a ver, ler ou observar algo de negativo, quando o exame está feito e já sabemos do que se trata. Mesmo que sejamos chamados a dar um parecer sobre certas modalidades ocultas, convém não nos embrenharmos muito nas mesmas!

Quem poderá dizer, à partida, que é suficientemente forte para resistir a tudo o que é transmitido, sem se deixar influenciar ou afectar?

Por muito agradáveis, sorridentes e simpáticas que sejam as senhoras, o programa "Depois da vida" continua a ser oriundo das profundezas do inferno! Poderá constituir uma forma subtil de apresentar uma nova espécie de espiritismo social, mas a sua origem e objectivos não deixam dúvidas.

Claro que não é o espiritismo tradicional. Alguns frequentadores de "centros" (espíritas) dizem que isto não é espiritismo e até duvidam das visões da senhora. Não é, porém, o meu caso, pois acredito que a médium descreva o que lhe é "mostrado" e transmitido do mundo das trevas, embora nada tendo a ver com a realidade, pois a Bíblia é muito clara nesta área.

O espiritismo tradicional é praticado de modo diferente. Em alguns casos o espírito (demónio) incorpora o médium, utilizando as suas cordas vocais para falar (psicofonia) ou as mãos para escrever (psicografia). No espiritismo mais popular, praticado por bruxos ou "mulherzinhas de virtude", além da Psicometria (determinação de factos relativos ao possuidor de um objecto), é comum a psicofonia, onde se tenta imitar a voz e até as feições aproximadas do desencarnado (falecido). Digamos que há ali um super esforço da dupla "demónio-médium" com o intuito deliberado de ludibriar os pobres mortais.

Com esta nova modalidade, mais selectiva, as coisas ficam simplificadas, A médium não estrebucha nem tem convulsões, como acontece no espiritismo tradicional. Já não há comunicação directa do "espírito" na primeira pessoa, mas sim, descrições de uma mabiente que ela afirma presenciar (fantasmogénese). Pode manter sempre o mesmo tom de voz, o sorriso, a calma e a quietude que lhe são peculiares. É, sem dúvida, uma actividade mais promocional e sem riscos.

Aliás, a dupla "demónio-médium" não costuma arriscar muito. Os nomes das pessoas falecidas não são mencionados nem os seus graus de parentesco. No referido programa, a senhora olha para a assistência e escolhe as pessoas (pior está a vulgar pitonisa que tem que atender quem lá aparece). Para efectuar essa escolha receberá, certamente, indicações dos seus guias espirituais, ligados ao príncipe das trevas. Possívelmente serão seleccionadas as pessoas sobre as quais haja maior número de elementos disponíveis.

Mais do que ter a "morada aberta" (ou "cofre aberto") estas pessoas estão diabolicamente possessas, ainda que aparentem uma enorme tranquilidade. Não acertam sempre no que dizem, porque os demónios não sabem tudo. Conhecem algumas situações que acompanharam, mas não podem estar em todo o lado ao mesmo tempo. Como diz a Bíblia, Satanás rodeia a Terra e passeia por ela (Job 1: 7; 2: 2) dando, certamente, as suas ordens aos demónios, que têm "trabalho" localizado, mas vários pormenores lhe escapam, como se pôde constactar em "Regressões", outro programa ocultista que passou na TV há alguns anos.

Referir que os mortos estão bem do outro lado da vida constitui mais uma atitude promocional. Digamos que se insere perfeitamente no tipo de discurso "socialmente correcto". Todas as pessoas gostam de saber que os seus familiares estão bem, seja deste ou do outro lado da vida. Dizer que está tudo bem faz parte da mentira e os demónios enganam mais do que os homens. (...)

No Evangelho Segundo Lucas, cap. 16, nós lemos o que o Senhor Jesus diz acerca dos mortos, que eles não podem passar de um lado para o outro, nem vir novamente à Terra. Os demónios, anjos caídos e rebeldes, imitam-nos, seja na sua voz, na sua aparência ou nos seus conhecimentos. Aquilo que a senhora afirma ver (e eu não duvido que veja) não corresponde à realidade como a Bíblia apresenta. Toda esta fantasmogénese insere-se no ocultismo e tende a ludibriar as pessoas, ocultando a verdade e apresentando a mentira.

Devemos atentar para a Bíblia, a Palavra do Senhor.

Jesus é o Filho de Deus, que veio buscar e salvar o que se havia perdido. Para pagar as nossas dívidas morreu na cruz do Calvário. Quem não O aceitar como Salvador não pode estar bem, seja nesta vida ou "Depois da Vida"!

 

Agostinho Soares dos Santos

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.