Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Contradições q.b.

Convido-vos a ler o comentário do Jorge Luís quando o questionei sobre o facto de Kardec ter escrito que "Jesus redime o homem dos seus erros"

aqui: http://blogespiritismo.blogs.sapo.pt/91351.html?view=925143#t925143

Como não podia deixar de ser, a resposta é uma contradição total e completa, uma mentira mascarada de explicação lógica, sem lógica nenhuma. Deixo-vos a minha resposta:

 

Oh Jorge Luís... haja poder de encaixe, paciência e um papel bonito para a embrulhar!!
Foi ou não foi Kardec que escreveu o livro ao qual se refere? Quem foi o demónio ( ou "espírito" como preferir) que lho disse,  é indiferente.
Kardec é totalmente responsável pelo que escreve seja quem for o "espírito" que lho transmita, certo?
Se ele é o codificador, logo, quando escreve, escreve de forma assimilada e lógica, para que todos possam entender racionalmente, ou não? _ Pelo que temos visto, NÃO!
A sua explicação carece de bases e é completamente ilógica, apenas re-confirma que: "Com papas e bolos se enganam os tolos!"

Fazer alguém acreditar que partilhamos a mesma fé e até os mesmos ideais com o único intuito de as desviar da delas é manipulação premeditada, falsidade e hipocrisia seja quem for o autor da ideia: Kardec ou o demónio que ele ouviu.

Deus não engana ninguém! Por isso, é que muitos preferem não acreditar na Sua Palavra que é mais penetrante do que uma espada de dois gumes e não usa subterfúgios para ensinar a Verdade!!! Jesus Cristo foi morto, não porque fingia concordar com os "religiosos" e os Drs. das Leis, mas porque os confrontou e os expôs publicamente!

Jorge Luís, retrate-se por favor!

Assuma que quem escreveu a tal oração, foi Kardec. E, se o tal "espírito" lhe disse que "Jesus Cristo REDIME o homem dos seus erros", porque é que o "ouvinte/codificador" insistiu numa doutrina em que isso não é verdade? Já viu como se contradiz?

A qual Evangelho se refere quando diz que: "(...) essa pessoa ouviria com mais interesse o evangelho e aos poucos por si só abandonaria "a religião que professa" (...)

Não é ao Evangelho das Boas Novas da Salvação que Jesus Cristo pregou e ensinou, pois não? Esse é muito frontal, não usa "esquemas", chama os bois pelos nomes, fala em sofrimento eterno para uns e não para outros, céu, inferno, Satanás, e tudo o mais que a doutrina espírita se esforça por negar.
Tem razão quando diz que: "aos poucos conforme a pessoa vai compreendendo a doutrina espirita e todas as suas máximas ela, por si só, passa a abandonar as crenças antigas que tinha.." os "demónios" que entram nas pessoas através dos passes, sessões e leitura das obras espíritas, fazem o trabalhinho muito bem feito. Tão bem feito que se explicam contradizendo-se e são cridos!

Complicado!!

 

 

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria Helena 29.12.2011

    Será possível?
    Jorge... acorde! Eu deixei o link do seu comentário para as pessoas acederem e lerem na íntegra.
    Qual é a sua dúvida?Ou será dificuldade em entender?
    A resposta está em total contexto com o que você escreveu...
    Tente exercitar a mente para não comentar inverdades tipo "você pinçou duas ou trés frases" quando na verdade eu dei o acesso a todo o comentário que, espremido, se resume ao que respondi!
    Deus o abençoe!
  • Sem imagem de perfil

    jorge luis 29.12.2011

    MAIS CONTRADIÇÕES


    2Sm 12,13-14: “Davi disse a Natã: 'Pequei contra Javé'. Então Natã disse a Davi: 'Javé
    perdoou o seu pecado. Você não morrerá. Mas, por ter ultrajado a Javé, com seu
    comportamento, o filho que você teve morrerá'".

    1Rs 21,28: “Então Javé dirigiu a palavra a Elias, o tesbita: 'Você viu como Acab se
    humilhou diante de mim? Por se ter humilhado diante de mim, eu não o castigarei
    durante a sua vida; mas castigarei a sua família no tempo do seu filho'".

    Dt 24,16: “Os pais não serão mortos pela culpa dos filhos, nem os filhos pela
    culpa dos pais. Cada um será executado por causa de seu próprio crime”.

    Jr 31,29-30: “Nesses dias, ninguém mais dirá: 'Os pais comeram uva verde e a boca
    dos filhos ficou amarrada'. Ao contrário, cada um morrerá por causa do seu próprio
    pecado; quem comeu uva verde sente a boca amarrar”.

    Ez 18,20: “O indivíduo que peca, esse é que deve morrer. O filho nunca será
    responsável pelo pecado do pai, nem o pai será culpado pelo pecado do filho. O
    justo receberá a justiça que merece e o injusto pagará por sua injustiça”.

    Comentário: Todas essas passagens contradizem o que consta em Ex 20,5 (=Dt 5,9):
    “... porque eu, Javé seu Deus, sou um Deus ciumento: quando me odeiam, castigo a culpa
    dos pais nos filhos, netos e bisnetos;”. Obviamente, que o princípio basilar de justiça é que
    a pena recaia sobre quem cometeu a infração, certamente, condizente com o “a cada um
    segundo a suas obras” (Mt 16,27), isso é tão universal que somente um troglodita poderia
    aceitar algo em contrário.

    Deveriam repensar sobre o que é humano e divino na Bíblia, evitando colocar com
    provenientes de Deus muitas incoerências e até mesmo determinadas barbaridades como
    mandar matar mulheres, crianças e recém-nascidos (Nm 31,17; 1Sm 15,3).

    ESPERO ANSIOSO

    NAO FOGE HEIN RS
  • Sem imagem de perfil

    Mariana Trigo 30.12.2011

    Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás.
    Todavia, porquanto com este feito deste lugar sobremaneira a que os inimigos do SENHOR blasfemem, também o filho que te nasceu certamente morrerá. 2 Samuel 12:13-14. A criança morreu não como castigo pelo pecado do pai, mas porque era filho de uma ligação adultera que estava manchada também por sangue de um assassinato, e não foi só essas as consequências do pecado de David, o Senhor que por causa do seu pecado, dali em diante a espada estaria ativa na vida dele e de sua família, alguns anos depois morre Abrasão um filho do rei, uma filha foi estrupada pelo próprio irmão, o estrupador foi morto pelo irmão de Tamar, a estrupada. Estes castigos não foram dados por Deus, pois o senhor não tem o inocente por culpado, e nem o culpado por inocente, foram o resultado da má ação do rei David e já estavam determinadas no livros da Lei dos tribunais divinos, o Senhor só informou o rei do que Ele sabia constar na sua lei, o responsável foi quem prevaricou. Deus é amor e justiça. Ele pode perdoar mas não anula o cumprimento da pena a ninguém, é justo.
  • Sem imagem de perfil

    jorge luis 31.12.2011

    ótimo

    mas ainda falta vc explicar o resto.....

    um por um....

    e nda de bla bla bla

    kero os versiculos contraditorios e embaixo a explicação.....

    se a biblia é sem erros vai ser facil
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.