Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

JESUS CRISTO ERA (É) O SENHOR?

Eu, pessoalmente, não posso concluir que Jesus era um mentiroso. A única alternativa que me resta é a de que Ele era o Cristo, o Filho de Deus, como declarou.

Quando debato este assunto com algum judeu, a resposta da maioria deles é extremamente interessante.

Geralmente dizem que Jesus foi um líder religioso, um homem justo, correcto, um bom homem e um profeta.

Então menciono as declarações de Cristo a Seu respeito, e os argumentos apresentados neste capítulo (de que Ele era louco, mentiroso ou Senhor). Quando lhes pergunto se acreditam que Ele era um enganador, a respostas é um pronto: "NÃO!" Então pergunto: "Você crê que Ele era louco?" e a resposta é: "Lógico que não!" "Você crê que Ele é Deus?"

E, antes mesmo que eu respire para recobrar o fôlego, escuto a resposta veemente: "Absolutamente!"

Contudo, existem apenas estas três opções.

O problema destas três alternativas não é que sejam impossíveis, pois está claro que todas as três são possíveis. Mas a questão que se levanta é: "Qual delas é a mais provável?"

Nossa decisão sobre Quem é Jesus Cristo não pode repousar sobre um simples exercício intelectual. Não podemos rotulá-Lo de grande mestre e moralista. Esta opção não é válida. Ele é ou um mistificador ou um louco, ou então nosso Senhor e Deus.

Cada um tem que fazer sua própria escolha.

"Mas" como escreveu o apóstolo João: "Estes... foram registados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e" _ mais importante _ "para que, crendo, tenhais vida em Seu nome." (Jo 20:31)

As evidências, claramente, pendem em favor de Jesus como Senhor. Todavia, algumas pessoas rejeitam estas evidências claras por causa de implicações morais envolvidas na questão. Não desejam encarar as responsabilidades ou implicações decorrentes do acto de chamá-Lo Senhor.

 

Texto retirado do livro:

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.