Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

"Como é que você pode acreditar num Deus que não o faria?"

Allan Kardec, codificador do espiritismo, manipulado por Satanás negou a sua existência! Negou a existência daquele que o levou para o inferno até porque também negou que o inferno exista...
Os espíritas, com a mente lavada pelas obras espíritas, conduzidos pelos espíritos que as possuem, que na verdade são demónios, lançam mão de uma questão tão falsa como Judas:
_ "Como é que você pode acreditar em um Deus que condenaria pessoas a sofrerem os tormentos do inferno eternamente?"

Eu respondo com outra pergunta: "Como é que você pode acreditar num Deus que não o faria?"
Só pode fazer a primeira pergunta quem ignora fundamentalmente a natureza de Deus; tais pessoas criaram um Deus à imagem do homem, mas a verdade é esta:
_ se queremos um Deus que é bom, verdadeiramente bom, e se queremos um Deus Justo e Santo, então temos que aceitar o Deus das Escrituras, o mesmo Deus que se fez homem e veio a este mundo morrer em nosso lugar, para nos salvar do sofrimento eterno no inferno, esse Deus que tanto nos amou,  só condena pessoas que O rejeitam e que Lhe desobedecem, a sofrer os tormentos eternos.
Deus seria totalmente injusto se colocasse esssas pessoas que se consideram tão bondosas no mesmo lugar que Hitler, certo?
Mas a verdade é que: "Quem crê nele (em Jesus Cristo) não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus." João 3:18
Não podemos ter um Deus que é omnisciente, totalmente Bom, totalmente Justo e Todo-Poderoso, se acharmos que Ele pensa como nós pensamos na nossa humanidade pecadora.
A bondade de Deus não anula a punição eterna do inferno; muito pelo contrário, a Justiça de Deus e a Sua bondade exige-o!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.