Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

VERSÍCULOS BÍBLICOS DETURPADOS

Kardec, no seu afã de parecer credível emprestanto ao espiritismo uma roupagem pseudo-cristã, lançou mão de vários versículos da Bíblia Sagrada descontextualizando-os. Para quem não conhece as Escrituras, essas explicações parecem credíveis, mas para todos aqueles aos quais o Espírito Santo revela a Palavra de Deus a mentira e o engôdo é clara e inequívoca.

Pegue na sua Bíblia e vamos examinar e explicar à luz das Escrituras alguns desses versículos:

 

"Bem concebemos nós e tivemos dores de parto, porém demos à luz o vento; livramento não trouxemos à terra, nem caíram os moradores do mundo.

Os teus mortos e também o meu cadáver viverão e ressuscitarão; despertai e exultai, os que habitais no pó, porque o teu orvalho será como o orvalho das ervas, e a terra lançará de si os mortos." Isaías 26:18-19

Existe uma ressurreição espiritual de Israel. A nação de Israel foi uma nação erguida por Deus para ser o reino dEle. Pelo pecado ela foi rejeitada por um tempo, enquanto os gentios entram nesse reino espiritual por Cristo Jesus. Depois de um tempo conhecido somente pelo Pai, a nação de Israel voltará a ser o povo espiritual e real de Deus. A referência de Isaias 26:18,19 refere-se à essa realidade futura.

 

"Convertei-vos, ó filhos rebeldes, diz o SENHOR; pois eu vos desposei; e vos tomarei, a um de uma cidade, e a dois de uma família; e vos levarei a Sião." Jeremias 3:14

Antes de Deus rejeitar o Seu povo por um tempo, Ele lutou com eles argumentando a Sua bondade, Justiça severa e longanimidade. Em linguagem descritiva Deus dialogava com Seu povo. Esse é o caso de Jeremias 3:14.

 

Dizeis, porém: O caminho do Senhor não é direito. Ouvi agora, ó casa de Israel: Porventura não é o meu caminho direito? Não são os vossos caminhos tortuosos? Desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo iniqüidade, morrerá por ela; na iniqüidade, que cometeu, morrerá. Mas, convertendo-se o ímpio da impiedade que cometeu, e procedendo com retidão e justiça, conservará este a sua alma em vida. Pois que reconsidera, e se converte de todas as suas transgressões que cometeu; certamente viverá, não morrerá. Contudo, diz a casa de Israel: O caminho do Senhor não é direito. Porventura não são direitos os meus caminhos, ó casa de Israel? E não são tortuosos os vossos caminhos? Portanto, eu vos julgarei, cada um conforme os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor DEUS. Tornai-vos, e convertei-vos de todas as vossas transgressões, e a iniqüidade não vos servirá de tropeço. Ezequiel 18:25-30

Na referência de Ezequiel 18:25-30 Deus está mostrando que a responsabilidade pessoal é verdadeira tanto pelas leis dos israelitas quanto as de Deus. Israel julgava Deus injusto mas Ele mostra que as leis deles implicam responsabilidade pessoal também. A responsabilidade pessoal pelas acções não é negada pelo cristianismo. Afinal, cremos que o salário do pecado é a morte e a alma que pecar essa morrerá (Rom 6:23; Ezequiel 18:20). Negamos que a punição dos pecados é de viver muitas vezes e morrer muitas vezes. Hebreus 9:27, "E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo," O livro de Obadias ensina responsabilidade pessoal também.

 

"Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR;" Malaquias 4:5

A referência de Malaquias 4:5 é explicada como sendo João, o Batista que veio no espírito de Elias (Lucas 1:17). Da mesma maneira um homem pode ter o espírito de um negociante por ter a mesma atitude e habilidades de um outro, assim João O Batista veio na mesma paixão de Elias e fez muitas das mesmas obras. Assim é como o comentarista John Gill comenta do Lucas 1:17, "eram da mesma disposição e espírito, de igual poder, vida, e entusiasmo na religião e portanto um recebe o nome do outro: os dois passaram pelo deserto; concordavam numa vida simples; os hábitos e vestes eram muito iguais; os dois eram restauradores de uma religião desprezada e deprimida; eram famosos pela reprovação de autoridades e pelo ardente zelo da sua religião e pela perseguição sofrida por tanto zelo." - tradução livre pelo Pastor Calvin Gardner (original: of the same spirit and disposition, and of like power, life, and zeal in religion; and therefore the one goes by the name of the other: they both much conversed in the wilderness; agreed in the austerity of their lives; their habit and dress were much alike; they were both restorers of religion, when very low, and much decayed; were famous for their faithfulness in reproving the vices of kings, and for their warm zeal for true religion, and for the persecution they endured for the sake of it:). Alguém era para vir no mesmo espírito ou na mesma disposição de Elias antes da vinda do grande dia do Senhor, e assim aconteceu com João o Batista sendo o precursor de Cristo. Mateus 11:12-15 refere-se à mesma coisa, como também a referencia de Marcos 9:12,13.

 

 

 

 

Continuamos no próximo post.

Fonte: http://solascriptura-tt.org/Seitas/Reencarnacao-CGardner.htm

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.