Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

FANTASMAS e/ou ESPÍRITOS

"Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos?" (Isaías 8:1...9)

Uma vez por ano, muitos, comemoram o Dia das Bruxas.

Há imensas séries e desenhos animados que exaltam as bruxas e os fantasmas do "bem". A TV encharca os lares de programas e séries dedicados ao ocultismo nos quais os médiuns e os espíritos que são do "bem" acabam sempre por vencer o mal. Pessoas que sofreram a perda de entes queridos estão extremamente vulneráveis a estes fenómenos, porque são fácilmente enganadas por Satanás e enredadas no espiritismo onde pensam comunicar-se com os parentes falecidos, quando na realidade se comunicam com espíritos malignos.

Nos EUA, há jornais que publicam listas com descrições de casas, restaurantes e apartamentos mal-assombrados. Uns são famosos; outros são lugares comuns onde se diz existirem espíritos desencarnados. Quase todos os "espíritos" que vagueiam por esses lugares tiveram mortes violentas. E há inúmeras pessoas que afirmam ver e conversar com esses "fantasmas" ou "espíritos do bem".

Como explicar este fenómeno?

Lembre-se que quando Jesus Cristo expulsou os demónios do homem perturbado, eles pediram permissão para entrar nos porcos, e Jesus concedeu-a (Marcos 5:13). Quando uma pessoa possuída por um espírito maligno morre, o espírito precisa mudar-se. Este fato parece particularmente verdadeiro no caso de morte violenta, como assassinato ou suicídio. Estes espíritos assumem o nome, imitam todas as características do falecido e fazem aparições ocasionais sob esse disfarce. Essas entidades são espíritos malignos que se apresentam como "fantasminhas amigos", "espíritos do bem". Isto explica que os médiuns que dizem entrar em contacto com os mortos, na verdade estejam a comunicar-se com demónios que personificam o defunto. Compreensívelmente, a Bíblia chama-os de espíritos familiares, porque estão familiarizados com a pessoa a quem possuem (Isaías 8:19; na versão inglesa KJV, a expressão também aparece em Levítico 19:31; Deuteronómio 18:11; I Samuel 28:7). O médium é enganado, porque pensa que a comunicação se dá com o morto. Quem diz que se comunica com os mortos desconhece que, na verdade, está a comunicar com um espírito maligno que conhecia o morto.

Há programas de TV que iludem milhões de pessoas com a ideia mentirosa de que se pode estabelecer contacto com os mortos porque o médium diz coisas verdadeiras sobre o defunto. Os parentes descansam na falsa esperança de que o ente querido está bem, quando na verdade essa pessoa pode estar a sofrer no inferno (Lucas 16:19-31). Incentivados pelos contactos mediúnicos muitos parentes fazem rezas, acendem velas a entidades, praticam idolatria e caminham para o sofrimento eterno porque acreditam nas mentiras dos demónios que se travestiram do ente querido falecido.

Milhões caminham para uma eternidade sem Deus por causa desta prática terrível. Na verdade, todas as informações sobre a vida depois da morte que os médiuns transmitem são mentirosas, provenientes do pai da mentira, Satanás. Todos os que se envolvem com o ocultismo em busca de conhecimento sobre a vida após a morte ou afirmam comunicar-se com os mortos são enganados. Há vida depois da morte, mas não devemos procurar  saber detalhes com os demónios cujo objetivo é confundir e enganar. Todos os espíritos ou fantasminhas são do mundo tenebroso. Nenhum pode ser considerado inofensivo e devem ser repreendidos em nome do Senhor Jesus. "Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." (Tiago 4:7)