Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Pergunta 2

Falamos sobre a expiação realizada por Cristo, mas foi Deus, o Pai, quem enviou Jesus ao mundo. O que podemos fazer para manter nosso entendimento na centralidade do Pai na história da redenção? 
 
Em termos práticos, acho que uma das melho...res e mais importantes coisas que podemos fazer é meditarmos de novo no Antigo Testamento. Um dos meus motivos frequentes de reclamação é a maneira como achamos que, pelo facto de que o evangelho surgiu na história e de que o Novo Testamento nos proporciona uma revelação de Jesus, podemos agora dispensar ou menosprezar o Antigo Testamento. Esquecemos que esse enorme compêndio de informações é revelação divina; e grande parte do seu conteúdo é um desvendamento do carácter de Deus visando o nosso benefício. Precisamos conhecer o Deus do Antigo Testamento, porque foi a Ele que Jesus chamou Pai. Foi o Deus do Antigo Testamento que enviou Jesus e foi satisfeito mediante a obra realizada por Cristo.   Chamamos a nós mesmos de cristãos, mas precisamos lembrar que a razão porque amamos a Jesus e o seguimos é que ele nos reconciliou com o Pai. Na administração da redenção, o próprio Jesus é subordinado ao Pai e chama-nos a soli Deo glória, dar glória somente a quem ela pertence, a Deus.
 
A Verdade da Cruz _ R. C. Sproul
Foto: Falamos sobre a expiação realizada por Cristo, mas foi Deus, o Pai, quem enviou Jesus ao mundo. O que podemos fazer para manter nosso entendimento na centralidade do Pai na história da redenção?  Em termos práticos, acho que uma das melhores e mais importantes coisas que podemos fazer é meditarmos de novo no Antigo Testamento. Um dos meus motivos frequentes de reclamação é a maneira como achamos que, pelo facto de que o evangelho surgiu na história e de que o Novo Testamento nos proporciona uma revelação de Jesus, podemos agora dispensar ou menosprezar o Antigo Testamento. Esquecemos que esse enorme compêndio de informações é revelação divina; e grande parte do seu conteúdo é um desvendamento do carácter de Deus visando o nosso benefício. Precisamos conhecer o Deus do Antigo Testamento, porque foi a Ele que Jesus chamou Pai. Foi o Deus do Antigo Testamento que enviou Jesus e foi satisfeito mediante a obra realizada por Cristo. Chamamos a nós mesmos de cristãos, mas precisamos lembrar que a razão porque amamos a Jesus e o seguimos é que ele nos reconciliou com o Pai. Na administração da redenção, o próprio Jesus é subordinado ao Pai e chama-nos a soli Deo glória, dar glória somente a quem ela pertence, a Deus. A Verdade da Cruz _ R. C. Sproul
 
  •  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.