Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

AS CRIANÇAS SÃO MALTRATADAS, VIOLADAS E ASSASSINADAS PORQUE MERECEM?

O Evangelho Segundo o Espiritismo, “Causas anteriores das aflições” 

Que dizer, enfim, dessas crianças que morrem em tenra idade e da vida só conheceram sofrimentos? Problemas são esses que ainda nenhuma filosofia pôde resolver, anomalias que nenhuma religião pôde justificar e que seriam a negação da bondade, da justiça e da providência de Deus, se se verificasse a hipótese de ser criada a alma ao mesmo tempo que o corpo e de estar a sua sorte irrevogavelmente determinada após a permanência de alguns instantes na Terra. Que fizeram essas almas, que acabam de sair das mãos do Criador, para se verem, neste mundo, a braços com tantas misérias e para merecerem no futuro urna recompensa ou uma punição qualquer, visto que não hão podido praticar nem o bem, nem o mal? 

Todavia, por virtude do axioma segundo o qual todo efeito tem uma causa, tais misérias são efeitos que hão de ter uma causa e, desde que se admita um Deus justo, essa causa também há de ser justa. Ora, ao efeito precedendo sempre a causa, se esta não se encontra na vida atual, há de ser anterior a essa vida, isto é, há de estar numa existência precedente. Por outro lado, não podendo Deus punir alguém pelo bem que fez, nem pelo mal que não fez, se somos punidos, é que fizemos o mal; se esse mal não o fizemos na presente vida, tê-lo-emos feito noutra. E uma alternativa a que ninguém pode fugir e em que a lógica decide de que parte se acha a justiça de Deus. (pág. 101). 

 

Kardec,  explica assim que as crianças que sofrem terrivelmente nesta vida foram verdadeiros “monstros” numa vida passada, fazendo todo o tipo de maldades. Afinal, dentro do Kardecismo, ninguém sofre por algo imerecido.

E o "deus" do espiritismo não passa de um vingador cruel que pune as vítimas sem que estas tenham a mínima noção de que o merecem, nem hipóteses de se arrependerem... qual o consolo de uma aberração destas?

Acho que um espírita jamais devia alegrar-se quando tem filhos.... afinal nunca houve ninguém que não pecasse (excepto Jesus Cristo), logo... já imaginou se o seu bebé, que tanto deseja, vier a ser violado e morto só porque o merecia? Não pode sequer ficar revoltado com o violador/assassino porque ele também era espírita e sentiu que devia fazer isso com boas intenções! Terrível?

Esta é a consolação que o espiritismo oferece...

 

26 comentários

Comentar post

Pág. 1/2