Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

O Estuprador Espírita

"Ora, ao efeito precedendo sempre a causa, se esta não se encontra na vida atual, há de ser anterior a essa vida, isto é, há de estar numa existência precedente. Por outro lado, não podendo Deus punir alguém pelo bem que fez, nem pelo mal que não fez, se somos punidos, é que fizemos o mal; se esse mal não o fizemos na presente vida, tê-lo-emos feito noutra. E uma alternativa a que ninguém pode fugir e em que a lógica decide de que parte se acha a justiça de Deus." (O evangelho segundo o espiritismo pág. 101).  

Segundo a maléfica doutrina espírita, nada nos acontece que não nos seja devido. Faça o que quiser com uma pessoa e sempre, *SEMPRE*, ela sofrerá exatamente o que lhe é devido! 

 

Leia com atenção esta história:

Um homem-pedófilo, espírita, anda pela calçada e vê uma criança. De imediato ele sente um enorme desejo de a possuír. Mas, como adepto do espiritismo, ele não sabe se a criança MERECE ser estuprada ou não. Então, ele começa a pensar: 

 "-Quem sabe se aquela criança não é uma alma MÁ que PRECISA SER CASTIGADA pelo mal que cometeu nas suas vidas passadas?"

 "-Quem sabe ela não estuprou, ou  matou milhares nas suas vidas passadas?" 

 "-Como posso saber se ela MERECE ser castigada pelo que fez ou não?"

 

Ele reflete mais um pouco. Enquanto isso o seu desejo aumenta, ele reflete um pouco mais, buscando mais dados no seu conhecimento sobre o espiritismo: 

 

“-Meu espírito viveu por um longo tempo e por muitas vidas... eles sabem o que aconteceu no passado, a verdade! Se eles estão a empurrar-me através de meu desejo sexual para estuprar aquela criança, por certo é porque COM CERTEZA ela é CULPADA, e FEZ ALGO MUITO MAU nas suas vidas passadas!" 

 E, finalmente conclui: 

 "-Mas eu nem deveria preocupar-me com isso, Se Deus, nem ninguém me impedirem de praticar o ato, isso é simplesmente porque esta criança MERECE MESMO sofrer!"  Afinal: "-No espiritismo, nenhum sofrimento é em vão, todo o sofrimento tem uma razão de existir!"

 "-Ela deve sofrer uma EXPIAÇÃO!” 

 Decidido a castigar a criança MALÉVOLA e, claro, a saciar o seu desejo sexual, ele agarra a criança, leva-a para um local ermo onde a estupra covardemente! 

 Por fim, pensa: 

 "-ESTÁ FEITO! TEVE A EXPIAÇÂO QUE MERECEU A DESGRAÇADA!"

 "-Agradeço ao meu espírito por me dizer o que fazer!"

 "-Obrigado meu Senhor por me ter  permitido fazer a justiça!"

 

Certo de que praticou um ato justo, vai embora. 

Nisso, estava passando outro homem, também ele espírita, vê a criança agonizando porque acabou de ser estuprada. Como bom adepto e praticante do espiritismo logo conclui: "-QUE CRIANCA MALDITA! FEZ TANTO MAL NOUTRAS VIDAS QUE TEVE A EXPIAÇÂO QUE MERECEU! MAS ACHO QUE AINDA NÃO FOI O SUFICIENTE!” 

 Ele vai lá, onde ela agonizava, pega a sua caneta do bolso e enfia-a no pescoço da criança, fazendo-a morrer sufocada pelo seu próprio sangue… 

 "-Agora sim maldita! Teve finalmente o que merecia!"

 "-Só uma alma MUITO MÁ NO PASSADO poderia ter sofrido um castigo como este! Isto só prova que você era realmente uma alma MUITO MÁ!" 

 Cospe no rosto da criança morta e vai embora achando que cumpriu seu dever de educar e fazer evoluir a pobre alma…

 

João Carlos Holland de Barcellos, Abril/2007 

 

CHOCADOS?

PORQUÊ? Afinal, tanto o estrupador como o assassino, nada mais fizeram que executar o castigo que a criança merecia, segundo a lógica da doutrina espírita, ou não?

Se não, se vão argumentar que um espírita só pode fazer o bem... isso não é contrário à lei de causa-efeito? Afinal, se quem fez tanto mal noutras vidas, tem que pagar por esses males nesta a fim de evoluir... fazer o bem a essa criatura, não será impedi-la de evoluir?

 

70 comentários

Comentar post

Pág. 1/3