Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

A Páscoa

Gostaria de compartilhar uma palavra sobre a Páscoa e o seu significado para nós cristãos.

Parece até óbvio demais falar sobre isso, mas é muito importante que nunca percamos o foco em Jesus Cristo.

Cada vez que você toma uma Santa Ceia em sua igreja, você está justamente celebrando a morte e a ressurreição de Cristo. A crucificação de Jesus ocorreu em Jerusalém durante as festividades da Páscoa dos judeus, ou Pesach, que significa literalmente passar por cima ou saltar. Este termo faz referência ao evento narrado no livro de Êxodo, quando o Senhor instruia o povo para imolar um cordeiro sem mácula (Êxodo 12:5) e passar seu sangue nos umbrais das portas de suas casas.

Com o endurecimento do coração do Faraó em não permitir a saída do povo hebreu do Egipto, Deus manda pragas, culminando no evento em que o próprio Senhor ceifa a vida de todos os primogênitos da terra egípcia.

Porém, quando o Senhor via o sinal do sangue do cordeiro nas portas das casas dos hebreus, "passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egipto" (ACF). (Êxodo 12:13).

 Todas as Festas Bíblicas são o prêambulo do sacrifício que Jesus fez por nós na cruz. Cada uma das Festas predisse a redenção completa do povo de Deus (eu e você) através da morte de Jesus na cruz. Ele foi o cordeiro definitivo sem mácula, isto é, sem pecado, que foi crucificado, e cujo sangue vertido na cruz nos libertou de todo poder das trevas, e nos transportou para o Seu Reino (Colossenses 1:13).   Esta é nossa redenção completa e definitiva.

 

Mediante o nosso reconhecimento de que Jesus morreu para nos salvar, somos então resgatados do poder da morte e do pecado.

Literalmente, Jesus tirou das mãos de Satanás a cédula de legalidade que havia contra nossas vidas, riscou-a (invalidou-a) e a cravou na cruz (Colossenses 2:14). Portanto, celebrem Jesus com alegria. Porque Ele morreu e ressuscitou, e voltará em breve para derrotar completamente, com o sopro de sua boca (2 Tessalonicenses 2:8), toda estrutura de poder do inimigo. Particularmente, sempre me emociono quando leio a passagem em que Maria e Maria Madalena foram até o túmulo de Jesus e tiveram uma surpresa, em Lucas 24:1-6 (AMP): "Mas, no primeiro dia da semana, alta madrugada, foram elas ao túmulo, levando os aromas que haviam preparado. E encontraram a pedra removida do sepulcro; mas, ao entrarem, não acharam o corpo do Senhor Jesus. Aconteceu que, [elas estando] perplexas a esse respeito, apareceram-lhes dois varões com vestes resplandecentes. Estando elas possuídas de temor, baixando os olhos para o chão, eles lhes falaram: Por que buscais entre os mortos ao que vive? Ele não está aqui, mas ressuscitou." Ele está vivo! Celebre a morte e a ressurreição de Jesus, o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores nesta Páscoa. Que Deus os abençoe grandemente em Cristo Jesus!

 

Pr. Marcelo www.tempodofim.com