Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

O DESTINO ETERNO 2

A NATUREZA DO CASTIGO

 

1) Ausência total do favor de Deus.

   O inferno é a negação de todo o bem que as pessoas almejam e necessitam. É a negação completa do gozo e da felicidade. Deus, fonte de "toda a boa dádiva e todo o dom perfeito" (Tg 1: 17) não está ali para abençoar. Nenhuma necessidade ou ansiedade será satisfeita, por menor que seja (Lc 16: 24), Aqui na terra os ímpios recebem da graça comum junto com os salvos. Mas no inferno, nada de bom existe, porque é o lugar da ausência de Deus. Ali, Deus não "faz nascer o Seu sol sobre maus e bons, nem faz chover sobre justos e injustos" (Mt 5: 45). O que é que isto pode significar para a alma que tem sua fonte de vida em Deus? De facto, lá é um lugar de "morte eterna".

 

2) Completo domínio do pecado.

   As pessoas do inferno não foram salvas dos seus pecados, e levaram para lá suas almas maculadas, e por isso existem num estado eterno de pecado, e continuam pecando em palavras, pensamentos e obras no reino das trevas. Disto resulta uma interminável inquietude de vida.

 

3) Sofrimentos verdadeiros no corpo e na alma.

   O corpo ressurreto é adequado para os sofrimentos eternos. Alma e corpo juntam-se na ressurreição para serem lançados no inferno. Estes sofrimentos significam castigo divino, manifestação da "ira de Deus contra toda a impiedade e injustiça dos homens" na sua expressão máxima e final (Rm 1: 18; 2: 5). A Bíblia declara que isto "é justo diante de Deus" (2 Ts 2: 6).

 

4) Castigos também subjectivos.

   O castgo no inferno consiste também em tormetos de consciência, angústia, desespero, choro e ranger de dentes (Mt 8: 12; 13: 50; Mc 9: 43-48; Lc 16: 23-28; Ap 14: 10; 21: 8).

   Certamente o castigo será diferenciado de acordo com o grau de culpa (Mt 11: 22-24; Lc 12: 47-48). Se cada pessoa é julgada "segundo as suas obras" (Ap 20: 12), então o castigo é de acordo com o que cada um fez.

 

A DURAÇÃO DO CASTIGO

 

1) O castigo é eterno.

   A Bíblia declara que a condenação é eterna. Alguns, entretanto, acham injusto atribuir-se castigo eterno por uma falta finita. O argumento de defesa do castigo eterno é que o castigo não é por alguns pecados cometidos no passado, apenas. Os que morrem no pecado continuarão num estado de pecado, e por isto, estarão pecando continuamente. E por essa existência de contínuo pecar estarão sendo contínuamente castigados.

 

2) Teorias diferentes.

   Os que não aceitam a idéia da eternidade do castigo seguem teorias que explicam de modo diferente a questão. Dessas teorias destacamos duas:

 

a) Aniquilacionismo.

   Segundo a  teoria do aniquilacionismmo, a alma sem salvação será destruída completamente. Outros da mesma corrente entendem que a alma vai sofrer até ao dia do juízo final, para depois ser aniquilada. Esles baseiam-se em expressões bíblicas que declaram que os ímpios serão destruídos, ou vão perecer (Mt 10: 28; 1 Co 1: 18; 4: 3; 2 Ts 2: 10). Alguns dizem que é possível interpretar o castigo como eterno nos efeitos, nas consequências, mas não é necessário entender o castigo como uma experiência consciente de dor.

 

b) Restauracionismo.

   Há intérpretes que defendem que a morte resultará na salvação de todos. Outros, da mesma linha, entendem que haverá uma segunda oportunidade para os perdidos, quando todos se converterão; ou então, sofrerão tanto que serão persuadidos a voltarem para Deus. Ao final, todos seriam salvos.

 

   Entretanto, entendemos que o ensino da Bíblia é que o castigo será eterno, sem nenhuma chance de retorno (2 Ts 1: 8-9; Mt 25: 46). O facto de a Bíblia declarar que Deus deseja a salvação de todos, que Cristo morreu por todos, e que haverá uma espécie de reconciliação universal (Rm 5: 18; Jo 12: 32; Ef 1: 10; Cl 1: 20; Fl 2: 10-11), não deve ser interpretado ignoranndo-se outro facto bíblico: que toda a evidência bíblica é claramente contra o universalismo. Devemos interpretar a Bíblia pela Bíblia, e os versículos difíceis à luz dos textos mais claros, como manda a regra da hermenêutica.

 

A seguir aos post's sobre "Os anjos dos cinco Continentes"

 

Publicarei O DESTINO ETERNO DOS JUSTOS: O CÉU 

Fonte deste post: Manual de Teologia Sistemática

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria Helena 30.04.2010

    Olá minha querida!
    Não é isso que a palavra de Deus nos ensina...
    Inferno significa de facto "lugar de morte" e é o lugar de morte eterna e de total ausência de Deus.
    Quando Jesus disse que os ímpios seriam lançados no inferno e ali haveria choro e ranger de dentes... não se referia a uma morte do corpo, como o caso da filha de Jairo, mas à morte espiritual eterna.
    Hoje, há muitas pessoas a não aceitar a existência do inferno porque no fundo sabem que não nasceram de novo e que, sem que isso aconteça é impossível ser salvo e ir morar no céu!
    Que o Espírito Santo nos revele a cada dia a Verdade de Deus e nos dê discernimento espiritual para perceber quando deixa de ser a Verdade de Deus e passa a ser a vontade do homem...
    Fico muito, muito feliz por ver um comentário teu aqui!
    Já tinha saudades de você!
    Que Deus rica e poderosamente te abençoe!
  • Imagem de perfil

    Enigma. 30.04.2010

    Não percebi amiga. Primeiro você disse:

    __ Olá minha querida! Não é isso que a palavra de Deus nos ensina... Depois afirmou o contrário: __ Inferno significa de facto "lugar de morte" e é o lugar de morte eterna e de total ausência de Deus.

    Helena eu respeito o seu ponto de vista, mas também não percebi vc dizer: __ Hoje, há muitas pessoas a não aceitar a existência do inferno porque no fundo sabem que não nasceram de novo e que, sem que isso aconteça é impossível ser salvo e ir morar no céu!

    A palavra de Deus não se contradiz. O que eu escrevi procede do estudo da Bíblia (pela palavra de Deus). Assim eu não percebo, cada um aceita servir e adorar a Deus a sua própria maneira? Existe mil religiões, cada uma interpreta a Bíblia de uma forma.

    Eu porém, prefiro ser instruída pelo o Espírito Santo de Deus.

  • Imagem de perfil

    Enigma. 30.04.2010

    Apocalipse. 21
    1 E VI um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.
    2 E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.
    3 E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.
    4 E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
    5 E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.
    6 E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.
    7 Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.
    8 Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.
    9 E veio a mim um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a esposa, a mulher do Cordeiro.
    10 E levou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém, que de Deus descia do céu.
    11 E tinha a glória de Deus; e a sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como a pedra de jaspe, como o cristal resplandecente.
    12 E tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel.
    13 Do lado do levante tinha três portas, do lado do norte, três portas, do lado do sul, três portas, do lado do poente, três portas.
    14 E o muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.
    15 E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro, para medir a cidade, e as suas portas, e o seu muro.
    16 E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais.
    17 E mediu o seu muro, de cento e quarenta e quatro côvados, conforme a medida de homem, que é a de um anjo.
    18 E a construção do seu muro era de jaspe, e a cidade de ouro puro, semelhante a vidro puro.
    19 E os fundamentos do muro da cidade estavam adornados de toda a pedra preciosa. O primeiro fundamento era jaspe; o segundo, safira; o terceiro, calcedônia; o quarto, esmeralda;
    20 O quinto, sardônica; o sexto, sárdio; o sétimo, crisólito; o oitavo, berilo; o nono, topázio; o décimo, crisópraso; o undécimo, jacinto; o duodécimo, ametista.
    21 E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente.
    22 E nela não vi templo, porque o seu templo é o Senhor Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.
    23 E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada.
    24 E as nações dos salvos andarão à sua luz; e os reis da terra trarão para ela a sua glória e honra.
    25 E as suas portas não se fecharão de dia, porque ali não haverá noite.
    26 E a ela trarão a glória e honra das nações.
    27 E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.


    Eu percebo a palavra de Deus na integra, sem tirar nem por. Obrigada por gostar que eu visite o seu blog. Desejo tudo de bom e que Deus a abençoe. Beijos!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.