Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

4. O DIABO SEGUNDO O ESPIRITISMO

4. O DIABO SEGUNDO O ESPIRITISMO

 

Quanto à existência de Satanás e seus anjos, Kardec explica que eles seriam tão somente espíritos atrasados (como qualquer espírita acredita ser...), impuros, mas que um dia chegarão à perfeição, tornando-se "anjos de luz".

No "Livro dos Espíritos", questão 131, assim diz Kardec com referência a satanás: "evidente que se trata da personificação do mal sob a forma "alegórica", ou seja:

o Príncipe das Trevas, como a ele se refere a Bíblia, não passaria, segundo Kardec, de uma invencionice, de uma fantasia.

 

Isso também significa dizer, segundo Kardec, que todas as expulsões de demónios feitas por Jesus, segundo os Evangelhos, são simples alegorias. É precisamente isto que Satanás gosta de ouvir. Afinal, com sua malícia e forma ardilosa de agir, ele também quer ser, e é adorado como Deus.

 

5. PARA O ESPIRITISMO, NÃO EXISTE CÉU NEM INFERNO

 

Kardec em seu "Livro dos Espíritos", questões 1016 e 1017, diz que o céu seria: "os planetas habitados pelos espíritos evoluídos."

Sua preocupação em negar a existência do céu e do inferno chegou a tal ponto que escreveu o livro "O Céu e o Inferno", onde com argumentações infundadas e fantasias diabólicas, nega a todo custo suas existências. Assim Kardec concluiu seu pensamento:

"Assim podemos dizer que trazemos em nós mesmos o nosso inferno e o nosso paraíso, e que encontramos o nosso purgatório em nossa encarnação, em nossas vidas corpóreas ou físicas."

 

Não foi assim que Deus nos ensinou. Após a Sua ressurreição, Jesus foi para o Reino de Deus. Voltou para o lugar onde sempre esteve desde a criação do mundo, o Céu. Está na casa do Pai, para onde nós também iremos um dia, segundo a Sua Promessa. Nisso cremos, porque Deus é fiel e cumprirá tudo o que nos prometeu Seu Filho Jesus.

 

Apesar dos espíritas crerem que a lei do karma determina as vidas sucessivas e que ninguém prestará contas, de uma vez por todas, a Deus, pelas faltas cometidas, eles só concebem a existência do castigo após a morte de duas maneiras: ou reencarnando, para sofrer em uma nova existência, ou sofrendo como espírito errante, no espaço. Esses são espíritas que "precisarão de luz", e de praticar "caridade" através do corpo dos médiuns, que enganosamente se entregam à possessão demoníaca.

Kardecistas, (São todos aqueles que seguem as doutrinas impressas nas obras de Kardec... a palavra Kardecista, não se encontra no dicionário, não existe.) umbandistas e demais componentes do espiritismo defendem essas idéias.

 

Porém Deus não pensa assim. Só no Novo Testamento, Jesus faz 15 referências ao lugar do tormento eterno.

Eis duas delas:

"... temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo" (Mt 10:28)

"... como escapareis da condenação do inferno?" (Mt 23:33)

 

A seguir: 6. JESUS VISTO PELO ESPIRITISMO

11 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria Helena 24.04.2015

    Patrícia:

    Esta matéria pode parecer-lhe chocante, mas é a verdade que Jesus Cristo ensinou e que se encontra na Bíblia.
    Fé naquilo que um homem diz que a Bíblia diz, é fé no engano e na mentira. Cada um é livre para acreditar no que lhe convém; o problema é que o homem carnal, sem Cristo, vai sempre ter fé em si mesmo e no seu ego o que o vai conduzir a uma eternidade de dor e muito sofrimento.
    Como cristãos, temos o dever de alertar as pessoas para o perigo que correm ao acreditar em doutrinas que se dizem cristãs, mas que são diabólicas. Temos o dever de dizer o que a Bíblia diz sempre que alguém a usa e a força a dizer o que não diz. Cada um é livre para aceitar ou para rejeitar o que a Palavra de Deus ensina. É disso que depende a eternidade que todos enfrentaremos após a morte.
    O que é que a chocou tanto na matéria?

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 08.06.2017

    só queria perguntar uma coisa...quem de vcs acha que entraria nesse céu hoje, lembrando que segundo a biblia existem regras para entar
  • Imagem de perfil

    Maria Helena 30.06.2017

    Todo aquele que Cristo salva!
    A única regra é crer em Cristo e na Sua obra redentora realizada na cruz do Calvário. Claro que todo aquele que é salvo vive de acordo com essa salvação - ama Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, e cresce diariamente em santidade. Não pelos seus próprios méritos, mas porque o Espírito Santo habita naqueles que convenceu, converteu e regenerou.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 28.08.2018

    Oi Maria Helena:
    Cristo Salva de q, se o capeta, é um mito inserido no processo pós-babilônico, oriundo da cultura persa da figura de Ahrimã? Está bem claro, estão todos os grupos de arqueologia, e os verdadeiros conhecedores do grego e hebraico profundo q são os historiadores acadêmicos dizendo isso. Bem mais: No Velho Testamento, estas lendas NÃO EXISTEM, e já lhe foi dito inúmeras vzs. São inserções, pois todo o Bem a o mal, no Velho Testamento, são oriundos de Deus; abra sua Bíblia e veja vc mesma, não há nenhuma atribuição do mal a um ser do mal, pois tudo vem de Deus, por algum motivo, claro , o mal, por mau comportamento.

    Onde o capeta, cria o mal, ou produz o mal no Velho Testamento?
    Nota: o teólogo da sua igreja, provavelmente, irá ganhar um prêmio dos historiadores do hebraico profundo, do documento grego, ( Códex Sinaiticus) e da arqueologia, se provar q estas lendas existem, e são elas: capeta, demônios, inferno, pois nada disso existe no Velho TEstamento, até o exílio dos Judeus na Babilônia . Depois do exílio, ai sim, vai entrar a figura persa de Ahrimã, como Shatã, em Crônicas, e Jó, ( onde ele, é apresentado a Deus). Inferno no hebraico, é sheol Maria Helena, e TODOS VÃO, e de lá, segundo o profeta, Deus, faz RETORNAR.
    Shatã em hebraico Maria Helena, não é um ser, é um termo criado no pós-cativeiro, para identificar um acusador, referindo-se à Babilõnia, ou a qualquer pessoa, q se opunha à uma boa causa, ou as crenças dos hebreus.
    Salvar de q?????
    Outra: vc, diz q a única regra é crer, ora, crer quem é cristão crê em Jesus, e isso, é suficiente, a lógica, aceita isso?
    Quanta contradição, não é?
    Veja Tiago:
    "Fé sem obras, é fé morta"

    Sabe o q ocorre Maria Helena? Vcs, demonstram não saberem pensar com suas próprias ideias, e isso não é bom, aceitam tudo q lhes dizem, as "obras de glória", o termo já diz Maria Helena, são obras da Carne, e não do Amor, ou Caridade.
    Pq vcs tem essa dificuldade de entendimento, tão simples???
    Um governador, um prefeito q faça obras na sua cidade; edifícios, pontes, igrejas luxuosas, está fazendo OBRAS DA CARNE, e não Obras de amor ao próximo, e no máximo, pode significar filantropia, e não Caridade, e são estas Obras q não salvam, ou seja, não tem valor no Juízo.

    Obras de Jesus na cruz Maria Helena? Quais foram, rs?

    Nota: releia os argumentos ai do Rogerio Andre q se não me engano é médico, e a argumentação dele, demole qualquer comentário contrário, é muito sólida e respaldada pelo observação da lógica e histórica.
    Maria Helena: Salvação na cultura de Jesus, é LIBERTAÇÃO, de cativeiro, com sentido, social, cultural, e até POLÍTICO, é só perguntar a um historiador ou judeu. Nâo existe nada disso na Cultura de Jesus, como Judeu e Rabi q era, assim como os apóstolos, vc nem gentia é Maria Helena, vc não é grega, não é egípcia, vc é Ocidental, ou sabe e conhece o hebraico profundo?
    A 2ª tradução de Salvação em hebraico, ai sim, é salvar-se com princípios morais, e bom comportamento perante a vida, e é exatamente o q o Espiritismo propõe.

    Bem mais: As maiores autoridades em hebraico, e Velho Testamento em hebraico, rabis ortodoxos, e mestres , ou seja , rabínicos hassídos, são sim reencarnacionistas, e reencarnação no Torah, ( Bíblia de Jesus), é Lei, e não crença.
    O q nos sobra de Jesus é o q Ele deixou, seus ensinamentos , foi Ele quem disse: "os meus, serão reconhecidos por muito amarem-se";... "o protestantismo dividindo-se, não está fazendo o contrário"???
    Nota: Segundo a Univ de Harvard, já são mais de 32.000 vertentes cristãs, onde a Oxford University, no seu documentário histórico , sobre a cultura cristã, desde sua origem, os chama de SEITAS.

    Fica c Jesus
  • Sem imagem de perfil

    MarinhoSul 28.08.2018

    Maria Helena:
    O anônimo sou eu. Errei aq, na hora de publicar o comentário.
    paz de Jesus a vc.
  • Sem imagem de perfil

    MarinhoSul 28.08.2018

    Maria Helena:
    Para sua reflexão.
    Vcs vivem dizendo, e isso é fruto da ideia incutida por repetição de um texto de forma recorrente, como diz a Psicologia, sem análise racional q passe ao crivo do bom-senso, ideias q não são suas, pois todos vcs dizem isso.
    Ex: " A Bíblia, é a palavra de Deus"
    Ah é? De quem? A única Bíblia original de antes de Jesus, q Ele, como judeu e rabi, usou até o fim, foi o Torah-Tanakh em hebraico; Ele, e os apóstolos, até mesmo depois dEle, os primeiros cristãos, até metade do Séc I só usaram o Torah, nem Evangelho havia ainda. Não lhe é curioso isso?
    Se a Bíblia é a palavra de Deus, pergunto: Só pode ser o Torah de Jesus, não há outra hipótese, pois a Bíblia nasce quase no ano 400 depois de Jesus, em latim e grego, por São Jerônimo. Foi Deus quem mandou traduzir Maria Helena? Nâo, foi o Papa Damaso.
    Se a Bíblia de Jesus, o Torah, é a palavra de Deus, então Maria Helena, larga sua religião, pois os donatários dela, são os judeus, e não há as lendas da teologia nela ou seja; no Torah q Jesus usou, ( Lei e os Profetas), não tem salvação mitológica, esta é uma ideia persa, oriunda do Zoroastrismo; não tem inferno, e sim o sheol, e sheol, em hebraico é apenas túmulo, ( e Deus, faz todo mundo descer nele) ou seja, todos morrem, mas o profeta diz tbm q " Deus, faz subir do sheol", e isto derruba a teologia por inteiro, eu pergunto: O Torah de Jesus, tem 39 livros, praticamente a metade da sua Bíblia , e não apoia a sua; como fica esta afirmação de vcs, " a Bíblia é a palavra de Deus"?
    Reflita: se é assim, larga sua Bíblia, e pega o Torah, e vai aprender hebraico. Pois Bíblia, é uma construção do séc IV.

    Estas expressões Maria Helena: " A Biblia é a palavra de Deus".... " infalibilidade Papal".. " só as Escrituras"; " o homem caído do Éden" nada existiam nos primeiros séculos, e foi com Santo Agostinho, se não me engano no Séc IV, q vai propor a ideia de que o homem caiu do Éden, por Adão.
    Ora: primeiro q é uma ideia construída da Igreja, e se Adão, (Adam), e Eva, ( Hava), em hebraico caíram, é sinal q eram RAÇAS, e não um homem e uma mulher, pois como vc pode pagar por um ancestral q não conheceu, é Justo isso???
    Só se... Santo Antônio, estivesse propondo q eram raças, e se estamos pagando, muitos de nós, estávamos lá, e como os judeus, está demonstrando mais uma vez a reencarnação
  • Sem imagem de perfil

    MarinhoSul 28.08.2018

    Corrigindo: Santo Antônio não, entenda, Santo Agostinho.
  • Imagem de perfil

    Maria Helena 29.08.2018

    A sua informação sobre a Bíblia, a sua origem e compilação, é, no mínimo, falsa e absolutamente ignorante, reproduzida de mentes que a odeiam e tentam descredibilizá-la. Não vou entrar em diálogo consigo, porque já há muita informação no blog sobre a Bíblia, a sua origem, inerrância, infalibilidade, etc.
    Há um momento em que o mais sábio é ouvir o conselho de Jesus: «Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.» (Mateus 7:6)

    Bom dia!
  • Sem imagem de perfil

    MarinhoSul 31.08.2018

    Oi Maria Helena:
    Posso deixar algumas fontes, se me der tempo.Isso, não é interpretação, é Consenso histórico, não sou eu quem diz mais historiadores e arqueólogos dos maiores Autoridades da atualidade em documento semita, tradução profunda, e arqueologia destas Univ, ( as maiores); como dpts de arqueologia de Arizona University, Oxford Univertisy, e estudiosos das Univ Protestantes anglicanas, como da Dra Ellen por ex.

    Isso, sem falar dos mitos, das estórias da Mesopotâmia, como Gênesis e a Epopeia de Gilgamesh, mas principalmente esta aqui Maria Helena: Zoroastrismo de Zaratustra; "Cristianismo teológico como espelho do Zoroastrismo".

    É raro vc encontrar literaturas assim, mas existem, por ex. no U.S.A, e aí, vc irá entender no q vc está crendo.

    Nós,não precisamos ser cientistas, especialistas, Deus, nos dotou de Consciência, e ela é o sumo-endereço do nosso ser de forma Integral, q não tem sede orgânica, como estão citando estudos mondernos nas ciências, e bem atuais, como os últimos conceitos e neurogenética, em neurofisiologia moderna, sobre o pensamento e suas funções elétricas, os estados de Consciência, e as sedes dos sistemas autômatos, e o passado, ( arqueo córtex), por ex, os últimos conceitos e publicações cientificas sobre o córtex, e principalmente os lobos frontal e pré-frontal e suas três divisões recentemente publicadas em Neurociências, e demonstráveis nos dias de hj com o diagnóstico médico por neuroimagem. Bom... a Ciência espírita de investigação, está ai sendo no mínimo salientada , nas três áreas mais nobres e Altas das ciências modernas, no q diz respeito; o q é de Fato matéria, ( com apenas 1, a 4%) de reconhecimento pela física atômica, e pq, ela sob o mais alto experimento da física atômica; a "projeção da luz, sob orifício com anteparo", ela demonstra capacidade de escolha, ( Consciência); o q é Inconsciente Profundo, e pq a Psicologia ainda não o transpõe, e principalmente, o q comanda o GENE, e o q é Consciência, e pq ela gera o cérebro, como dizem hj, um dos Papas da neurogenética, Rudolph E. Tanzi, o mais bem-sucedido clonador com nanotecnologia, Robert Lanza, os Drs Gary Schwartz, e Dra Juliei Beishel e as recentes escolas de Mèdiuns nos U.S.A, além da Medicina Forense americana, ( aliás, tem dois dos pais dela nas bases do Espiritismo); mas... retomando o tema Maria Helena; os ignorantes ai, são homens de Universidades famosas, historiadores, arqueólogos não eu, ou seja, tô bem acompanhado de ignorantes, rsrrs., ( lol).

    Bom, só para sua reflexão: Se essa ideia incutida por religiosos profissiniais, já estudados pela Moderna Psicologia, ( onde na maioria, não conhecem o documento hebraico profundo), de : " a Bíblia, ser a palavra de Deus", ( sendo q este conceito é moderno), isto não existia, eu pergunto:
    Se a Bíblia, é a palavra de Deus, Jesus, como judeu, Rabi, falando aramaico, como todos os seus apóstolos, e cristãos primitivos, usou o Torah-Tanakh em hebraico, e este tem 39 livros, e a sua com 66 livros, e Deus, falava só no Velho Testamento em hebraico, e a sua além disso, é em Idioma Ocidental, ( para piorar a salada greco-ocidental), qual é a mais inspirada?
  • Sem imagem de perfil

    MarinhoSul 31.08.2018

    Nota: quando citei "estórias da Mesopotâmia", e refiro à estórias de Asheráh por ex, de Nimrode o Rei Caçador, além do Gênesis, e principalmente, a cultura persa, no Zoroastrismo, e a dualidade de deus, com Aúra/Azúra Mazda vs Ahrimã.

    Fica c Jesus.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.