Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

A Divindade do Filho _ Suas afirmações com respeito ao Pai

"Que pensais vós do Cristo? de quem é filho?" (Mateus 22:42)
"Tu   és o Cristo, o Filho do Deus vivo" (Mateus 16:15)

 

1.2. Suas afirmações com respeito ao Pai

        Jesus, alegou várias vezes   possuir um relacionamento íntimo e mesmo bastante incomum com o Pai, algo que soaria como loucura, caso Ele não fosse Deus.

  •  Ele afirma ser um com o Pai: "Não te apedrejamos por alguma obra boa, mas pela blasfémia; porque, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo." João 10:33

 

  •  Afirma que quem O vê, vê o Pai "Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.
      Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?" João 14:7-9

  •  Afirma que preexistia antes de Abraão "Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou." João 8:58. Sua afirmação é no presente "Eu Sou", semelhante ao nome com que o Deus Eterno se revelou a Moisés no sinai "E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós. E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O Senhor Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração." Êxodo 3:14-15 . Isso ficou tão claro para os judeus (a sua reivindicação de divindade), que quiseram apredejar Jesus por blasfémia. 

    

  •  Afirma que quem O honra, está a honrar o Pai "Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou." João 5:23

 

  •  Afirma ter a mesma natureza de vida que existe somente em Deus, o Pai "Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo;" João 5:26

     

     

    1.3. As reações e afirmações das     pessoas que conviveram com Ele  

        Várias pessoas do NT, que tiveram contacto com Jesus, manifestaram-se, uns contra, outros a favor, da clara posição e prerrogativa que Jesus requeria e assumia para a sua vida.

  •  A reação do povo comum "Ora os judeus procuravam-no na festa, e diziam: Onde está ele? E havia grande murmuração entre a multidão a respeito dele. Diziam alguns: Ele é bom. E outros diziam: Não, antes engana o povo." João 7:11-12; "E muitos da multidão creram nele, e diziam: Quando o Cristo vier, fará ainda mais sinais do que os que este tem feito?" João 7:31; "Então muitos da multidão, ouvindo esta palavra, diziam: Verdadeiramente este é o Profeta.
      Outros diziam: Este é o Cristo; mas diziam outros: Vem, pois, o Cristo da Galiléia?" João 7:40-41; Responderam os servidores: Nunca homem algum falou assim como este homem." João 7:46;  muitos acreditavam ser Ele o Messias prometido, outros que enganava o povo. Ninguém permanecia indiferente perante a sua pessoa. 

    

  •  A reação e declaração do sumo sacerdote à resposta franca de Jesus "E, levantando-se o sumo sacerdote disse-lhe: Não respondes coisa alguma ao que estes depõem contra ti? te pelo Deus vivo que nos digas se tu és o Cristo, o Filho de Deus. vos, porém, que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu. Então o sumo sacerdote rasgou as suas vestes, dizendo: Blasfemou; para que precisamos ainda de testemunhas? Eis que bem ouvistes agora a sua blasfémia." Mateus 26:62-65; a clara afirmação de Jesus que se sentaria à direita do Todo-Poderoso (o lugar de honra, que só deveria ser dada a Deus), levou o sumo sacerdote a rasgar suas vestes (acto realizado na presença de uma grande calamidade) e o sinédrio a sancionar a pena de morte por blasfémia, uma vez que Ele se fizera igual a Deus. Aliás, essa passagem é uma das declarações mais claras da divindade de Jesus. 

    

  •  De alguns escribas e fariseus "Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus.
      E Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou." João 19:7-8; que Ele se fez a si mesmo o Filho de Deus. 

    

  •  A declaração de Tomé "E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!" João 20:28 . Jesus aceita a declaração e adoração de Tomé. Caso Ele não fosse Deus, certamente aproveitaria tal oportunidade para corrigir uma concepção errada sobre a sua pessoa.