Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

A ressurreição CORPORAL de Jesus Cristo

Os espíritas, enredados pelas mentiras do codificador da doutrina espírita, Allan Kardec, são ensinados a olhar para a Bíblia como um livro antigo, cheio de fábulas e que tem muitas contradições. Tal como qualquer outra religião falsa, o espiritismo usa a Bíblia quando lhe dá jeito e descarta-a quando denuncia que as suas práticas são abomináveis a Deus, distorce textos retirados do contexto, nega os milagres e a ressurreição corporal de Cristo e afirma-se cristã.

Desconhecendo que os quatro evangelhos, divinamente inspirados, foram escritos para públicos diferentes, os espíritas tentam descredibilizar a Bíblia alegando que eles se contradizem, mas, na verdade, não há qualquer contradição neles, mas sim uma harmonia total quando os analisamos no temor do Seu Autor e com o desejo sincero de O conhecer. Vamos então falar sobre as supostas contradições que os espíritas encontram nos factos concernentes à ressurreição de Cristo:

 

Só Lucas 24:4 menciona dois anjos enquanto Marcos 16:5 menciona apenas um. - Porquê? -Talvez porque Marcos só tenha mencionado aquele que falou. Essas diferenças de menor importância que encontramos nos relatos dos Evangelhos são perfeitamente conciliáveis como poderemos verificar num resumo dos acontecimentos da ressurreição, reunidos a partir dos relatos dos quatro evangelistas.

 

Tendo encontrado a pedra removida, as mulheres entraram no túmulo, mas viram que ele estava vazio (Lc 24:3). Enquanto ainda estavam no túmulo, os anjos apareceram repentinamente (Lc 24:4; Mc 16:5). O anjo que falou lembrou-se das promessas de Jesus (Lc 24:6-8) e então mandou-as procurar Pedro e os discípulos para lhes contarem que Jesus havia ressuscitado (Mt 28:7-8; Mc 16:7-8). As mulheres fizeram o que lhes foi dito (Lc 24:9-11). Os discípulos estavam cépticos no início (Lc 24:11), mas correram até ao sepulcro, sendo que João foi o primeiro a chegar ao local (Jo 20:4), mas Pedro foi o primeiro a entrar no túmulo (Jo 20:6). Eles viram os panos de linho intactos, mas vazios, prova de que Jesus havia ressuscitado (Lc 24:12; Jo 20:6-8). Eles saíram imediatamente (Lc 24:12; Jo 20:10). Enquanto isso, Maria Madalena voltou ao sepulcro e esperva do lado de fora, chorando, quando Cristo repentinamente lhe apareceu (Jo 20:11-18). Esse foi o seu primeiro aparecimento (Mc 16:9). Pouco tempo depois disso, Ele encontrou-se com as outras mulheres no caminho e também lhes apareceu (Mt 28:9-10). Mais tarde, nesse dia, Ele apareceu a dois dos discípulos no caminho de Emaús (Lc 24:13:32) e a Pedro (Lc 24:34). 

 

Lista dos aparecimentos de Jesus posteriores à ressurreição:

 

A Escritura descreve pelo menos dez aparecimentos diferentes de Cristo entre a ressurreição e a ascensão. Ele apareceu:

1) a Maria Madalena no túmulo (MC 16:9; Jo 20:11-18);

2) às mulheres no caminho (Mt 28:9-10)

3) aos discípulos no caminho de Emaús (Lc 24:13-32)

4) a Pedro ((Lc 24:34)

5) a dez dos onze discípulos, estando Tomé ausente (Lc 24:36-43)

6) oito dias depois ((Jo 20:26-31)

7) a sete discípulos na costa do mar da Galileia (Jo 21:1-25)

8) a mais de 500 discípulos, provavelmente numa montanha da Galileia (1 Co 15:6)

9) a Tiago (1 Co 15:7)

10) aos apóstolos quando subiu aos céus (At 1:3-11).

Depois da sua ascensão Ele apareceu a Paulo (1 Co 15:8)

A Sua próxima aparição será em glória (Mt 24:30)

 

In: Bíblia de Estudo MacArthur, págs. 1373, 1374

 

11287795_985022021574119_1190791082_n.jpg

 

7 comentários

  • Imagem de perfil

    Maria Helena 19.05.2017

    O pecado!
  • Sem imagem de perfil

    Jaime 21.05.2017

    Qual pecado? Deus não seria justo se tivéssemos que pagar pelos erros dos outros. Deus ama todos igualmente, e o pecado não justifica uns nascerem na miséria e outros estarem numa situação confortável. Explique melhor esse seu raciocínio. Quero tentar entender.
  • Imagem de perfil

    Maria Helena 25.05.2017

    Não é a situação económico-financeira na qual nascemos que determina o que fazemos. O facto de alguém nascer pobre tem a ver com as condições geográficas ou sociais em que nasce e não com justiça ou injustiça. Depois que o pecado entrou no mundo, o mudo ficou sob maldição e coisas más e boas acontecem a todos porque o ser humano é basicamente mau.
  • Sem imagem de perfil

    Jaime 05.06.2017

    Isto é óbvio, as condições geográficas entre outras, porém isso não justifica desde o nascimento, uma pessoa sofrer, sem poder escolher visto que uma criança de 1, 2, 3, 4,5,6,7,8,9 anos, muitas vezes não vai ter nem a opção de estudar e fazer algo de bom para a humanidade, antes que morra por desnutrição ou doenças, como ocorre na África e em muitos lugares do mundo. Por qual pecado esta criança estaria pagando, já que só Jesus pagou pelos nossos pecados, e isso eu concordo plenamente, e todos nós pagamos só pelos nossos pecados? Qual o pecado dessa criança?
  • Sem imagem de perfil

    Jaime 05.06.2017

    O simples fato da escolha de Deus, por quem vai nascer em cada região geográfica e consequentemente sofrer, significaria que Deus não é justo e bom, ponto.
    E tu pode ter certeza de que Deus é justo e bom, e ama a todos igualmente. A única explicação para o que acontece é a reencarnacao.
  • Imagem de perfil

    Maria Helena 30.06.2017

    Não! A reencarnação transforma Deus num ser vingativo que pune pessoas por coisas que nem sequer sabem que fizeram. Essa é a verdade.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.