Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Abiatar era pai ou filho de Aimeleque?

Os espíritas como o Aluno, para descredibilizarem a Bíblia, lançam mão de supostas contradições e, na sua ânsia de menosprezar a Palavra de Deus que os condena nas suas práticas, esquecem-se de que a Bíblia é mesmo a Palavra infalível de Deus na sua origem, mas que, ao longo dos anos, pode ter havido um ou outro lapso dos copistas que a foram copiando, de manuscrito para manuscrito, até chegar aos nossos dias. Esses lapsos não alteram em nada as doutrinas bíblicas e o seu ensino, mas, como no caso que vou citar aqui, leva os ímpios a ficarem ainda mais ímpios. Eis aqui um desses exemplos:

 

Abiatar era pai ou filho de Aimeleque?
Abiatar era filho de Aimeleque. [I Sm 22:20], [I Sm 23:6]
Abiatar era pai de Aimeleque. [II Sm 8:17], [I Cr 18:16], [I Cr 24:6]

 

Em Samuel 22:20, lemos que Aimeleque era sacerdote ainda no reinado de Saul e que foi morto a mando do rei como lemos no capítulo 22:6-19. Abiatar, seu filho, escapou ao massacre, juntou-se ao grupo de David (1 Samuel 22:20) e desempenhou funções sacerdotais para o rei até ao fim da sua vida.

Quando lemos em 2 Samuel 8:17, que Abiatar era pai de Aimeleque, sabendo conhecendo toda a história e não apenas um versículo, é fácil  concluir que há um erro do copista que se repete (1 Cr 18:16; 24:3,6,31). Abiatar, filho de Aimeleque, foi sacerdote de David junto com Zadoque (2 Samuel 15:24,35; 19:11).

 

Com escreve Norman Geisler: "Quando os críticos descobrem um erro numa cópia (manuscrito) cometem um erro fatal. Eles, presunçosamente, assumem que o erro se encontra também no texto original das Escrituras, no texto inspirado. Esquecem-se de que Deus proferiu o texto original das Escrituras, não as cópias.

Portanto, só o texto original é isento de erros. A inspiração não garante que toda a cópia do original fique sem erros. Portanto, temos de levar em conta que pequenos erros podem ser encontrados em alguns manuscritos, que são cópias do texto original. Mas, mais uma vez, como Agostinho observou com sabedoria, quando nos deparamos com um, assim chamado, "erro" na Bíblia, temos de admitir uma entre duas alternativas: ou o manuscrito não foi copiado correctamente, ou não entendemos as Escrituras.. O que não podemos pressupor é que Deus tenha cometido um erro na inspiração do texto original.

Embora as cópias actuais das Escrituras sejam muito boas, elas também não estão isentas de erros. Por exemplo, 2 Reis 8:26 dá a idade de Acazias como sendo 22 anos, ao passo que 2 Crónicas 22:2 regista 42 anos.* Este segundo número não pode estar correcto, pois implicaria que Acazias fosse mais velho do que o seu pai. Obviamente, trata-se de um erro do copista, mas isso não altera a inerrância do original

Há algumas coisas temos de observar com respeito aos erros dos copistas. Em primeiro lugar, são erros feitos nas cópias, e não no original. Jamais alguém encontrou um original com um erro. Em segundo lugar, são erros de menor importância (com frequência, em nomes e em números), que não afectam nenhuma doutrina da fé cristã. Em terceiro lugar, esses erros dos copistas são relativamente em pequeno número. Em quarto lugar, geralmente, pelo contexto ou por outro texto das Escrituras, podemos saber qual é a passagem incorre em erro. Por exemplo, no caso acima, a idade certa de Acazias é 22, e não 42, já que ele não poderia ser mais velho do que o seu pai.

Finalmente, muito embora possa haver um erro de cópia, ainda assim a mensagem inteira é perfeitamente entendida. Nesses casos, a validade da mensagem não se altera. Por exemplo, se você recebesse uma carta como esta, você não entenderia a mensagem por completo? E você não iria correndo atrás do seu dinheiro?

 

"#ocê foi contemplado no sorteio tal e ganhou a importância de cinco milhões de euros."

 

Mesmo havendo um erro na primeira palavra, toda a mensagem é compreensível - você é dono de mais cinco milhões!"

"MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia

Norman Geisler - Thomas Howe"

 

17975586_HFIOR.jpg