Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

Blog d'espiritismo _ A verdade

Não há, pois, como considerar Cristão, alguém que não crê no sacrifício que o Deus Vivo fez por nós. Desta forma, como filhos de Deus , devemos tomar cuidado com seitas que se dizem Cristãs, mas que são a mais pura deturpação da verdade.

O Pai imolou o Filho, debaixo de Sua Ira

O grande problema para a humanidade, é que Deus é verdadeiramente justo, e todos os homens são verdadeiramente ímpios.
Para ser justo, Deus tem de condenar o homem ímpio. Mas Deus, tendo em vista sua própria glória e demonstrando um grande amor por nós, enviou seu Filho, que viveu nesta terra como homem perfeito.
E, depois, em harmonia com o plano eterno de Deus, o Filho morreu naquela cruz, no Calvário. E, naquela cruz, Ele levou o nosso pecado e, permanecendo ali como nosso substituto legal e assumindo a nossa culpa, se tornou maldição por nós. "Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las" (Gálatas 3.10).
Cristo redimiu-nos da maldição, tornando-se maldição em nosso lugar (Gálatas 3.13).
Muitas pessoas têm uma visão romântica e pobre do evangelho: Acham que Cristo estava lá, pendurado na cruz, sofrendo as aflições impostas pelo império romano, e que o Pai não teve a fortaleza moral de suportar o sofrimento de seu Filho, então, Ele se retirou. NÃO, o Pai retirou-se porque seu Filho se tornou pecado!
Assim, quando as pessoas leem que o Filho esteve no jardim e clamou: "Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice" (Mateus 26.39), elas especulam:
"Bem, o que havia nesse cálice? Ora, era a cruz dos romanos. Eram os açoites. Eram os cravos. Era todo aquele sofrimento".
Não quero ignorar o sofrimento físico de Cristo na cruz, mas o cálice era o cálice de Deus — a ira do Pai que tinha de ser derramada sobre o Filho. Alguém tinha de morrer, levando a culpa do povo de Deus, abandonado pelo Pai, por causa de sua justiça, e esmagado sob a ira de Deus — pois "ao SENHOR agradou moê-lo" (Isaías 53.10).

Há algum tempo estive num seminário na Alemanha e vi um livro intitulado A Cruz de Cristo (não era o livro escrito por John Stott; era outro.)
Peguei-o e comecei a lê-lo. E o livro dizia isto: "O Pai olhou do céu e contemplou o sofrimento infligido ao seu Filho pelas mãos dos homens e considerou isso como pagamento por nossos pecados". Isso é heresia!
Aquele sofrimento físico, aquela crucificação — tudo fazia parte da ira de Deus. O sacrifício tinha de ser um sacrifício de sangue. Não tirarei nada disso.
Mas, meu amigo, se você parar nesse ponto, você não tem o evangelho.
[...] Abraão levou Isaque até à montanha — seu filho, seu único filho, que ele amava. Você acha que o Espírito Santo estava tentando dizer-nos algo sobre o futuro?
E, aquele filho não ofereceu qualquer resistência e deitou-se no altar. E, quando aquele pai entregou sua vontade à vontade de Deus, desceu aquele cutelo para penetrar no coração de seu próprio filho. Mas, a sua mão foi detida, e foi dito ao velho homem que Deus tinha provido um cordeiro para o holocausto. 
Muitos cristãos pensam: "Oh! que final lindo para essa história!"
Isso não é o final; é apenas um intervalo. Milhares de anos depois, Deus, o Pai, colocou sua mão sobre o rosto do Filho, seu único Filho, que ele amava, e tomou o cutelo da mão de Abraão e imolou o seu Filho unigênito, com toda a força de sua ira, na cruz do Calvário.

- Paul David Washer │ Dez Acusações Contra a Igreja Moderna
------------------------------ ♦ Trecho do Livro “Dez Acusações Contra a Igreja Moderna” ♦ Fonte: Editora Fiel (www.ministérioFiel.com.br) ♦ Assista o vídeo desta pregação: www.youtube.com/watch?v=nAQh4t7l4g0 ♦ Baixe o e-book: http://livros.gospelmais.com.br/files/livro-ebook-10-acusacoes-contra-a-igreja-moderna.pdf
Ver mais

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.